Incêndio é difícil de ser controlado em Carajás

Mais de 500 hectares da Floresta Nacional de Carajás já foram destruídos por um incêndio que começou no último dia 16 e até agora não foi controlado. A área queimada …

incêndioMais de 500 hectares da Floresta Nacional de Carajás já foram destruídos por um incêndio que começou no último dia 16 e até agora não foi controlado. A área queimada equivale a 500 campos de futebol e fica distante 20 km, em linha reta, da cidade de Parauapebas, Sudeste paraense. Exatos 100 homens trabalham para controlar as chamas, mas os fatores geográficos e climáticos dificultam a ação. O fogo começou numa área próxima à linha de transmissão de energia que abastece ao Complexo Minerador de Carajás.

De acordo com o coordenador regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Fabiano Gumier, o incêndio tem sido combatido desde que foi detectado, no último dia 16. “Na verdade foram dois focos de incêndio na mesma área, o primeiro foi detectado dia 16 e o segundo dia 20. Este período é de estiagem no Sul e Sudeste do Estado, isso facilita que as chamas se espalhem mais rapidamente”, disse.

A situação já chega a níveis alarmantes e, no último final de semana, o ICMBio passou a contar com o auxílio de um helicóptero. “A área é de muito relevo, então o acesso por terra não é tão fácil”, destacou Fabiano.

As causas do incêndio ainda estão sob a investigação da equipe de perícias do Mosaico de Carajás, que ainda não deu nenhum parecer conclusivo sobre o caso. A preocupação do Instituto também é com os animais que habitam a Floresta Nacional de Carajás, já que diversas espécies foram encontradas mortas, principalmente répteis e pequenos mamíferos.

Por meio de nota oficial, a Vale se manifestou sobre o caso e afirma que, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), está trabalhando para conter o incêndio. Segundo a nota divulgada, “A Vale disponibilizou recursos físicos e humanos para ajudar a combater o incêndio. Uma equipe de brigada de incêndio construiu aceiros e está equipada com caminhões de combate e bombas costais para evitar que o fogo se alastre. Um helicóptero preparado para combate a incêndio florestal foi mobilizado para dar suporte a esse trabalho, devendo chegar em Carajás na sexta-feira”.

Fonte: Diário do Pará

Um comentário em “Incêndio é difícil de ser controlado em Carajás

  1. Nome (obrigatório) Responder

    gostaria de parabenizar a todos os bombeiros que estão empenhados do combate dereto ou endiretamente,empecial joao vanderley dos santos que desse no dia 16 tem estado enpenhado dessa missão tão dificil.

Deixe seu comentário