Idoso preso por abuso de vulnerável prova inocência e ganha liberdade

Na audiência de custódia, ele explicou que estava apenas brincando com a criança e que tudo não passou de um mal-entendido
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Mascimino Vidal

Continua depois da publicidade

Mascimino Vidal, de 68 anos, preso acusado de estupro de vulnerável, na última quarta-feira (6), ganhou liberdade nesta sexta-feira (8), durante audiência de custódia presidida pela Adriana Karla Gomes da Costa, da 1ª Vara Criminal de Parauapebas. Segundo o advogado Thiago Aguiar, que assumiu a sua defesa, o homem provou que estava apenas brincando com a criança cuja madrasta o acusou.

O homem foi preso em uma van que faz a linha Eldorado do Carajás-Parauapebas, quando a madrasta de uma menina de dez anos de idade chamou a polícia, acusando-o de ter passado a mão na perna da garota, além de ter tentado beijá-la à força.

Thiago Aguiar disse que Mascimino se retratou por meio de um vídeo, explicando diante da juíza que estava apenas brincando com a menina, sem malícia alguma, como supôs a madrasta. 

Indagado se o seu cliente vai tomar alguma medida judicial, diante calúnia que sofreu e do constrangimento de ter sido preso injustamente, Thiago Aguiar afirmou que Mascimino Vidal “é pessoa de bom coração” e não vai fazer ninguém passar pelo que ele passou. “Ele, inclusive, quer visitar a família da menina para saber de que forma desagradou e até mesmo pedir desculpas,” por algum mal-entendido.

(Caetano Silva)