Homens do GTO salvam de linchamento suspeito de furto em Tailândia

Já no carro da Polícia Militar o acusado que, por pouco não teve a cabeça separada do corpo por um certeiro golpe de facão, respirou aliviado. Ufa!
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

“Fui salvo pela Polícia Militar, o cara estava com um facão e iria cortar no meu pescoço”, disse, após ser preso, Lourival Assunção, de 48 anos de idade, imobilizado e espancado por moradores da Vicinal do Badarote, em Tailândia, nordeste do Pará.

Segundo o site de notícias Portal Tailândia, Lourival é morador da cidade de Moju, também na região nordeste paraense, e estava em Tailândia. Nessa quinta-feira (8), ele teria invadido uma residência localizada na Vicinal Badarote, periferia da cidade, de onde furtou um aparelho de TV após destruir um cadeado que fechava a porta do imóvel. O suspeito justificou o ato afirmando que um amigo o teria pedido para pegar o aparelho eletrônico.

Flagrado por populares, o homem foi imobilizado e espancado. E quando um morador não identificado tentava golpeá-lo com um terçado, policiais do Grupamento Tático Operacional (GTO) impediram a execução pública e o conduziram à Delegacia de Polícia Civil de Tailândia. O acusado, que já sentia a cabeça sendo sacada do corpo, respirou aliviado!

(Antonio Barroso)

Publicidade