Greve dos vigilantes de Parauapebas terá novo round

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Justiça do Trabalho de Parauapebas deverá receber ainda hoje, “ação de obrigação de fazer e não fazer por ato anti-sindical” cujos réus são a Vale e empresas de segurança do município. A ação, que tem como autor o Sindicato dos Vigilantes de Parauapebas- SINDIVIPAR, alega que as empresas citadas estariam ferindo normas da Organização Internacional do Trabalho e a Constituição Federal. Os vigilantes de Parauapebas estão em greve desde o dia 21/10. Segundo o SINDIVIPAR, as empresas e a Vale tentam, ilicitamente, acabar com a greve. Para tanto usam de ameaças, coações e outros desrespeitos às Convenções Internacionais.

Publicidade