Marabá

Governador inaugura obras e assina convênios em Marabá

Por Ulisses Pompeu e Eleutério Gomes – Correspondentes em Marabá “A única certeza que vocês todos podem ter é que a minha escolha não será apenas a que é melhor pro Jatene. …

Por Ulisses Pompeu e Eleutério Gomes – Correspondentes em Marabá

“A única certeza que vocês todos podem ter é que a minha escolha não será apenas a que é melhor pro Jatene. Será a que, pelo menos eu acredito, que seja melhor para o Estado do Pará”. Foi o que respondeu o governador Simão Jatene, nesta sexta-feira (6), em relação ao seu futuro político, durante coletiva em Marabá, após inaugurações e assinaturas de convênios. Logo depois, indagado se isso significava que continuaria a alcançar metas e enfrentar desafios à frente do governo do Estado, Jatene foi sucinto ao responder: “É possível”, frase seguida de uma gargalhada.

A programação do governador na cidade começou pelo Bairro do Amapá, onde ele inaugurou a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Cosanpa. Um investimento de R$ 116 milhões, o sistema consiste na coleta e tratamento, por meio de filtragens, dos dejetos da rede de esgotamento sanitário de residências.

Após inaugurar a ETE, o governador disse que é, sem dúvida, uma das mais modernas estações de tratamento de esgoto do estado, agradeceu a cada um dos paraenses, especialmente aos servidores da Cosanpa, e disse da expectativa de que aquele equipamento seja cuidado, para que se possa tê-lo atendendo, de forma correta e eficiente, à população por muitos anos.

Pertencimento

“O investimento aqui foi de R$ 116 milhões. E, particularmente, nesses tempos atuais, de tanto desencanto, descrença e descrédito, é absolutamente necessário que a gente procure recuperar ou construir – já que nunca tivemos isso tão forte – a ideia do pertencimento coletivo,” disse o governador, explicando que só dessa forma é que se pode entender o que é a coisa pública: “É  algo que é feito com o dinheiro de todos, todos têm o direito de usar, mas todos têm também o dever de cuidar”.

Depois, ele inaugurou o Bloco IV da Universidade do Estado do Pará (Uepa), um prédio de três pavimentos construído em um terreno de 1.600 metros quadrados, com 12 salas de aulas gerais e mais seis para tutoria, além de espaço para as coordenações dos cursos de graduação; professores, reunião, informática; laboratórios, uma piscina, entre outros. O local também possui elevador e estrutura adaptada para pessoas com deficiência.

Desafio

Jatene, que assinou também um termo aditivo para aquisição de equipamentos de hemodiálise para o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), lembrou que, quando assumiu o governo, havia apenas três hospitais públicos de média e alta complexidade em todo o estado, todos em Belém: a Santa Casa, o Hospital dos Servidores e o Hospital das Clínicas. Recorda ainda que, quando decidiu implantar os hospitais regionais, não faltou quem dissesse a ele que aquilo não daria certo, que não tinha como levar média e alta complexidade ao interior.

Recentemente, contou o governador, uma dessas pessoas o encontrou e reconheceu que havia errado na avaliação: “Então, isso não é uma vitória do governo ou do governador. É uma vitória desse estado, coletiva”.

“Hoje eu tenho a satisfação de dizer o seguinte: dos 10 hospitais públicos do país, classificados como ONA-3, que é o mais elevado nível de avaliação de hospital, dois estão no interior do Pará e eu não posso deixar de dividir isso com cada um dos paraenses,” comemorou o governante estadual. Até o final deste ano, antecipou o governador, o Estado do Pará terá 21 hospitais públicos, sete vezes mais do que ele encontrou.

Parcerias

O governador entregou, ainda, mais 65 veículos para as unidades militares de Marabá e municípios da região e 13 caminhões coletores de resíduos sólidos à Prefeitura de Marabá.

Foram assinados convênios entre o governo do estado, por meio da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa), com as prefeituras da região para ampliação dos Hospitais Municipais. O governo garantiu ainda, por meio da Secretaria de Transportes (Setran), apoio emergencial a municípios atingido pelas fortes chuvas da época. Houve também a assinatura do Termo de Acordo de Cooperação Técnica do Projeto de Supervisão Militar, objetivando a realização das atividades específicas na Escola Municipal Rio Tocantins e a entrega de linha de crédito do CredCidadão, entre outros benefícios.

O prefeito de Marabá, Tião Miranda, agradeceu pelo atendimento das emendas, que deixou como deputado e disse que as parcerias são importantes para o crescimento dos municípios, por isso elas devem ser ampliadas e têm de avançar.

Simão Jatene agradeceu o carinho com que foi recebido em Rio Maria, onde celebrou convênios com vários municípios nos sentido de ajudá-los, a enfrentar o inverno rigoroso que “maltratou as pessoas e as estradas”.

Ferramenta

Sobre as grandes obras que seu governo tem feito pelo estado, Jatene disse: “Tudo isso é um grande sonho, vocês é que fizeram tudo isso, eu fui apenas a ferramenta. Governador, prefeito, deputado, presidente, devem entender cada vez mais que quem transforma a sociedade é a própria sociedade, quem constrói é o cidadão com o imposto que paga e com as escolhas que faz”.

“Se alguém aqui tem de agradecer, esse alguém sou eu. Eu é que tenho de agradecer a confiança de vocês, que nos honraram e no permitiram, por três mandatos, ser governador deste estado. Muito obrigado pela confiança, muito obrigado pela crença, muito obrigado pelo carinho, muito obrigado pela solidariedade”.

Participaram das inaugurações em Marabá o presidente da Amat Carajás e prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná, além de outros prefeitos da região; os deputados federais Arnaldo Jordy e Joaquim Passarinho; o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do estado, Luiz Fernandes Rocha; o secretário Regional de Governo, Jorge Bittencourt; o secretário de Transportes do estado, Kleber Menezes; o secretário de Saúde do estado, Vitor Mateus; vereadores, ex-vereadores e secretários municipais. O governador também foi recepcionado por cerca de 100 alunos do Centro de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente (Caic).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe seu comentário