Governador anuncia em Marabá concurso para 7 mil vagas na Polícia Militar

Helder Barbalho antecipou ainda melhorias nos vencimentos dos servidores da Segurança Pública e a construção de residenciais exclusivos para policiais
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

No início da tarde desta sexta-feira (3), em Marabá, o governador Helder Barbalho (MDB) anunciou a realização do maior concurso para a Polícia Militar do Pará, a ser realizado ainda no segundo semestre deste ano, oferecendo 7 mil vagas. Ele disse, na oportunidade, que, “por conta da desatenção no passado”, hoje há uma distorção entre o quantitativo de policiais que deveria estar nas ruas dos 144 municípios paraenses e o número de que a tropa dispõe hoje. Segundo Helder esse quantitativo deveria ultrapassar os 31 mil integrantes, mas atualmente conta com apenas 16 mil.

As declarações foram feitas durante discurso na formatura de 100 novos policiais militares, que aconteceu no espaço de feiras e eventos do Centro de Convenções de Marabá, quando Helder explicou que há de se levar em consideração que, anualmente, cerca de 800 PMs completam 30 anos de serviços e passam para a reserva, por isso, é preciso recompor sempre o efetivo.  

Com o ingresso dos novos integrantes nas fileiras da PM, a corporação passa a contar com mais 530 policiais, haja vista que, na quinta-feira (2), em Belém, 430 também participaram de formatura.

O governador também anunciou que a administração estadual está empenhada na valorização da remuneração dos servidores que atuam na área de segurança pública, como policiais militares, policiais civis e bombeiros, além de outros servidores de apoio que trabalham nesses setores.

Barbalho disse, ainda, que já estão acontecendo entendimentos com a Caixa de Previdência da Polícia Militar e o Banpará para a construção de unidades habitacionais especificamente para os policiais do Estado do Pará, para que “eles e suas famílias possam viver com conforto e em segurança”.   

A mudança na grade deste último curso de formação resultou o quase no dobro do número de horas-aula. Antes, os aprovados em concurso faziam apenas a formação de soldados, que tinha 1,3 mil horas-aula. Agora, ele prepara até terceiro-sargento, passando para 2.132 horas-aula, um ganho expressivo de quantidade de conteúdo e, principalmente, de qualidade.

A formação inclui disciplinas como Direito Penal, Direito Administrativo, Tecnologia da Informação e Telecomunicações, Relações Interpessoais, Atividade de Inteligência da PMPA, Segurança Pública e Comunicação Social, mas também muitas disciplinas práticas, como por exemplo, Prevenção, Mediação e Resolução de Conflitos, Treinamento Físico Militar,

Policiamento Ostensivo Geral, Patrulhamento Rural, Conduta Policial Defensiva, Armamento e Tiro, entre outras.

Participaram da solenidade o comandante-geral da PM do Pará, coronel Dilson Júnior, o secretário de Estado de Segurança Pública, delegado Ualame Machado, e outras autoridades civis e militares, além de deputados estaduais.

Por Eeuterio Gomes – de Marabá         

Publicidade

Relacionados