Parauapebas

Fofoca sobre fechamento de campus da Ufra em Parauapebas é falsa

Diretor do campus local lamenta propagação de mentiras sobre a situação e diz que corte em universidades é geral. Ufra tem 5 cursos públicos no município e deve ganhar mais um.

O último final de semana foi tomado por uma avalanche de fake news tendo o município de Parauapebas no olho do furacão, particularmente no tocante ao fechamento do campus local da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Após o Ministério da Educação (MEC) declarar cortes de 30% no orçamento das escolas, institutos e universidades federais do país, uma onda de notícias falsas começou a circular, e a Ufra entrou na mira.

Uma das notícias falsas que mais circularam — e que continuam a circular em grupos de WhatsApp — denota que o campus da Ufra vai ser fechado. Outra que também foi pulverizada foi que a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) iria fechar seu campus em Parauapebas. Nada mais absurdo.

O Blog entrou em contato com o diretor do campus local da Ufra, Luís Renan Oliveira, que lamentou a propagação de tamanho absurdo e foi categórico em dizer que “não procede”. Ele reconhece o arrocho financeiro, mas explica que não é algo restrito apenas à Ufra: estende-se a todas as instituições federais de ensino. “O corte é geral, em vários setores do Governo Federal”, lembra.

Atualmente, a Ufra oferta em Parauapebas cursos de graduação regulares e com ingresso anual nas áreas de Zootecnia, Agronomia, Engenharia Florestal, Engenharia de Produção e Administração. A instituição está em processo de implantação, também, do curso de Enfermagem, que pode entrar já no próximo vestibular da universidade.

Quanto à notícia falsa que fala sobre o fechamento do campus da Unifesspa em Parauapebas, essa é motivo de piada. Parauapebas não tem, nunca teve e dificilmente terá campus da Unifesspa, cuja sede é em Marabá e só possui unidades apenas em Rondon do Pará, Xinguara, São Félix do Xingu e Santana do Araguaia.

Deixe seu comentário