Fevereiro começa com homicídio em Jacundá

Havia um mês que a cidade não registrava caso de assassinato. A Polícia Civil investiga para chegar ao autor do crime e saber o que motivou o crime
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Após 30 dias sem registro de assassinato, a morte do trabalhador Waldir dos Santos Carvalho, 50 anos de idade, quebrou esse jejum na noite de segunda-feira, 1º. O crime é investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Jacundá, onde tramita inquérito policial sobre a morte violenta.

Era por volta de 19h30 quando uma equipe de investigadores da DP foi chamada para atender a ocorrência sobre um crime violento que aconteceu no Bairro Novo Horizonte, atrás de um campo de futebol.

Moradores relataram que ouviram estampidos semelhantes a disparos de arma de fogo e gritos. Minutos depois veio um silêncio e quando os primeiros populares chagaram ao local encontraram o corpo da vítima estendido em um terreno ao lado de sua moradia, que fica localizada à Rua Kasmar.

Waldir Carvalho foi encontrado sem vida em meio a uma poça de sangue e com diversos ferimentos, entre eles, vários causados por arma branca. O cadáver foi removido ao IML de Marabá para exame necroscópico.

Um familiar ouvido pela Reportagem contou que desconhece a motivação e autoria da morte. “Ele era uma pessoa tranquila que não tinha inimizade com ninguém”, contou o homem. A Polícia Civil de Jacundá abriu inquérito para investigar o crime.

(Antonio Barroso)