Facebook e alguns de seus aplicativos são desativados simultaneamente nesta segunda-feira (4)

Ações da empresa despencam durante pregão da B3
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
A empresa diz que está trabalhando para restabelecer o acesso do próprio Facebook e do Instagram, WhatsApp e Facebook Messenger

Continua depois da publicidade

Brasília – As ações do Facebook despencaram na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), logo após a maior rede social do mundo e seus aplicativos: Instagram, WhatsApp e Facebook Messenger — todas de propriedade do Facebook —, apresentaram interrupção simultaneamente após o meio dia desta segunda-feira (4). Um pico de queixas foi registrado pelo site downdetector.com que monitora o tráfego e a atividade do site. Além do Brasil, usuários de Portugal, Reino Unido, Índia e Estados Unidos também reclamam de instabilidade e negativa de acesso às plataformas.

O Facebook e alguns de seus aplicativos, incluindo Instagram e WhatsApp, caíram ao mesmo tempo e muitos usuários recorreram ao Twitter e outras plataformas de mídia social como o Telegram para lamentar a queda. Milhares de empresas dependem do Whats App para suas estratégias de marketing e vendas diretas, após a conectividade com o Pix, o sistema de pagamento instantâneo lançado pelo Banco Central no início deste ano.

Interrupções não são incomuns para aplicativos, mas ter tantos aplicativos interconectados na maior empresa de mídia social do mundo caindo ao mesmo tempo é raro. A empresa vem tentando integrar a infraestrutura técnica subjacente do Facebook, WhatsApp e Instagram há vários anos.

Dois membros da equipe de segurança do Facebook, que falaram sob condição de anonimato ao jornal The New York Times porque não estavam autorizados a falar publicamente, disseram ser improvável que um ataque cibernético tenha causado os problemas. Isso porque a tecnologia por trás dos aplicativos ainda era diferente o suficiente para que um hack não afetasse todos eles de uma vez.

Em uma série de tweets, John Graham-Cumming, diretor de tecnologia da cloudflare.com, uma empresa de infraestrutura web, disse que o problema provavelmente estava nos servidores do Facebook, que não permitiam que as pessoas se conectassem a seus sites como Instagram e WhatsApp.

Uma hora depois que as plataformas ficaram “fora do ar”, às 13h00, eram cerca de 44 mil reclamações contra o WhatsApp, 13 mil contra o Instagram e 6.700 contra o Facebook, de acordo com o Downdetector.

Em seu perfil oficial no Twitter, o Facebook publicou que “algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos apps e produtos”. A empresa afirmou que está “trabalhando para que as coisas voltem ao normal o mais rápido o possível” e que pede desculpas pela inconveniência.

Também no Twitter, o WhatsApp escreveu que está ciente dos problemas e que está trabalhando para resolver o problema. O Instagram publicou que está com dificuldades e que está trabalhando nisso.

Com informações do The New York Times, Downdetector e Cloudflare.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

Tags: #Comunicação #Redes Sociais #Facebook #Instagram #Whats App #Brasil #Internacional