Expedição “Saúde por todo o Pará” realiza ação na Terra Indígena Trincheira-Bacajá

A expedição de saúde vem atendendo comunidades indígenas do estado. A ação na comunidade Trincheira-Bacajá, que começou na última sexta-feira (15), segue até o próximo dia 23
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Comunidade Krimei recebe ação da Expedição “Saúde por todo o Pará”

Continua depois da publicidade

A Expedição “Saúde por todo o Pará” realizou, neste domingo (17), atendimento na aldeia  Krimei, do Povo Xikrin, da Terra Indígena Trincheira-Bacajá, no médio Xingu, que abrange as regiões sul e no sudoeste do estado. A expedição iniciou as ações em setembro deste ano, atendendo comunidades indígenas do Pará.

A ação, que é coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), é desenvolvida em parceria com o Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) e com a Universidade Federal do Pará (UFPA). A equipe do CIIR que participa da ação é multiprofissional, composta por fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, fonoaudióloga e assistente social.

O Centro é responsável pelo acompanhamento do crescimento de indígenas de 0 a 5 anos, avaliação nutricional, testes da orelhinha e da linguinha, por orientações sobre aleitamento materno de indígenas no período da lactação e gestantes, além de avaliação geral do desenvolvimento. Outras demandas identificadas pela equipe, que façam parte das atribuições do CIIR, serão encaminhadas.

Para Kadjyre, liderança da aldeia Krimei, receber uma ação de saúde era uma reivindicação da comunidade. “Hoje vou sair daqui feliz e com muita alegria. Sempre lutamos para receber esses serviços e melhorar a nossa saúde. Essa ação é muito boa para atender a população indígena. Até as nossas crianças passaram por atendimento”, frisou Kadjyre.

A aldeia Krimei foi a primeira a receber a expedição nessa nova ação pelas comunidades indígenas. “Participar desta ação do governo do estado, para nós do CIIR, está sendo muito importante, porque estamos chegando em locais muito remotos, que têm muitas necessidades. Considero um momento ímpar na história do Centro conseguir prestar esse atendimento”, avalia Ivana Pimentel, supervisora da equipe do CIIR na expedição. 

A ação, que iniciou na última sexta-feira (15) e segue até o próximo sábado (23), atende indígenas da etnia Xikrin da Trincheira do Baixo Bacajá, localizados no médio Xingu. A próxima aldeia contemplada com a ação será a Kamoktiko.

No terceiro dia de atendimentos na aldeia Krimei foram realizadas 37 triagens de enfermagem e atendimentos médicos; 147 testes IST’s; e 25 testes IGG e IGM; e avaliações de fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, terapia ocupacional, serviço social, além de exame BHCG, paracitológicos e de urinálise.

Também fora realizadas consultas com clínica médica, exames laboratoriais, entrega de kits de higiene bucal, testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C, exames de IGG, IGM e antígenos para covid-19, orientações de saúde da mulher, criança e homem, além dos serviços da regulação.

Na manhã deste domingo, a pequena Kokou, 8 anos, da aldeia Kamoktiko, recebeu uma das cadeiras de rodas infantis entregues pela Sespa. A criança indígena possui uma doença chamada espinha bífida, em que a medula espinhal não se desenvolve adequadamente. A cadeira garantirá mais conforto e qualidade de vida para Kokou.

Tina DeBord – com informações da Sespa

Foto: Marcelo Seabra/ Ag.Pará