Empresários e músicos de Canaã protestam após decisão da Justiça de intensificar fiscalização em bares e restaurantes

Durante interdição da Avenida dos Pioneiros, nesta quinta (27), artistas falaram da ameaça de fechamento de alguns estabelecimentos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Uma das vias da Avenida dos Pioneiros, em Canaã dos Carajás, ficou interditada por algumas horas, nesta quinta-feira, 27. Empresários e músicos fizeram um protesto contra a decisão da Justiça de intensificar a fiscalização de bares, lanchonetes e restaurantes, a pedido do Ministério Público Estadual, para cumprimento dos decretos estadual e municipal.

Artistas temem ficar sem trabalho com ameaça de estabelecimentos fecharem as portas. O cantor Kauan Ferrari, que participou do protesto fazendo apresentação no meio da rua, disse que passou por momentos difíceis e até adoeceu no inicio da pandemia, quando restaurantes e bares suspenderam o atendimento. Agora, teme que tudo se repita.

Para os empresários, as medias exigidas pelos decretos, como redução em 50% do público, distanciamento de mesas de 1,5 metros e horário reduzido de funcionamento à noite, inviabiliza o segmento.

Multa

Na decisão do juiz, Danilo Alves Fernandes, é prevista multa de R$ 20 mil caso a Prefeitura não cumpra com as determinações e o prefeito, Jeová Andrade, poderá responder por crime de desobediência e improbidade administrativa

A decisão judicial busca por um freio nos casos de Covid-19, que voltou a crescer no município após flagrantes de desrespeito como a circulação de pessoas sem máscara e aglomerações que resultou em aumento de internações e mortes.