Empreiteira fura olho de concorrentes em Parauapebas com proposta “irrecusável”

HB20 venceu dois lotes da licitação para asfaltar a principal e adjacentes da VS-10 oferecendo R$ 6 milhões menos que orçamento estimado pela Semob. As concorrentes correram do pau.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Os dois lotes de uma licitação aberta pelo governo de Darci Lermen para realizar serviços de drenagem e pavimentação na rua principal e nas adjacentes do complexo VS-10 foram vencidos por uma só empresa. A construtora HB20 é, oficialmente, a nova dona do pedaço por derreter cinco concorrentes no asfalto quente oferecendo preços agressivos para executar o trabalho. O custo estimado inicial era de R$ 26,7 milhões, segundo a Secretaria Municipal de Obras (Semob), mas a HB20 topou pegar o contrato ofertando R$ 8,51 milhões no lote 1 e R$ 12,13 milhões no lote 2, totalizando R$ 20,64 milhões.

As informações foram levantadas pelo Blog do Zé Dudu, que percebeu que o resultado da concorrência foi extremamente positivo para a Prefeitura de Parauapebas, já que a economia entre o preço orçado e o lance final é de R$ 6 milhões para os cofres públicos, algo em torno de 22,5% sobre o custo inicial. A obra deve gerar cerca de 100 postos de trabalho com carteira assinada e impulsionar o setor da construção civil.

Mas o benefício maior será para os quase 20 mil habitantes do complexo VS-10, que vão ver drenagem e asfalto em breve. De acordo com a Semob, os serviços vão mudar para melhor a infraestrutura da comunidade e garantir segurança e trafegabilidade aos moradores. “Esse pacote de obras nasceu de um anseio antigo dos populares da VS-10, que há anos vêm reivindicando por intervenções do poder público nos bairros do complexo”, lembra Wanterlor Bandeira, titular da Secretaria de Obras.

Por se tratar de um complexo urbano extenso, composto por mais ou menos 15 bairros, nem todas as ruas foram contempladas. No edital do certame, as vias que receberão benfeitorias estão nominadas e acompanhadas de coordenadas geográficas. Segundo a prefeitura, existem mais processos em desenvolvimento que vão atender a outros bairros do complexo VS-10. No momento, a equipe técnica da área de infraestrutura está analisado a necessidade real de cada área. “Entendemos que o que foi apresentado é suficiente para a perfeita execução dos serviços nos locais indicados”, explica Bandeira.

Publicidade