Em fase final de implantação, frigorífico deve gerar pelo menos 300 postos de trabalho em Canaã dos Carajás

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em tempos de crise econômica e desemprego em Canaã dos Carajás em virtude do fim da implantação do Projeto S11D, o funcionamento da nova unidade do Frigorífico Rio Maria no município deve servir como um alento para centenas de trabalhadores que buscam uma vaga de emprego. Se em 2017 quase 8 mil pessoas perderam seus postos de trabalho, com a instalação do frigorífico cerca de 300 vagas diretas surgirão para diversas funções no empreendimento.

A empresa foi comprada recentemente por Roberto Paulinelli. O empresário, que já é proprietário da unidade localizada na cidade de Rio Maria tem mais de 30 anos de experiência no ramo. A matriz, referência em toda a região, tem a capacidade de 550 abates por dia e está registrada no Sistema de Inspeção Federal (SIF), que é responsável por assegurar a qualidade de produtos de origem animal em todo o Brasil. O selo também garante que o empreendimento possa fazer exportações para todo o mundo. Entre os países que já são abastecidos pela unidade, Hong Kong, Ucrânia, Arábia Saudita, Venezuela e Egito estão entre os principais.

O vereador e atual presidente da Associação Comercial de Canaã (ACCIACA), Anderson Mendes, em entrevista ao Blog, falou sobre o empreendimento: “Vai ser um ganho muito grande para Canaã dos Carajás, pois o antigo proprietário fez uma grande estrutura por lá, mas voltada em atender somente aqui e cidades vizinhas. Já para a nova administração o foco é a exportação, como já é feito em Rio Maria. A cidade só tem a ganhar. O senhor Roberto é um grande empresário, uma pessoa séria e, pela conversa que tivemos com ele, as compras para a unidade serão feitas aqui mesmo em Canaã. Isso vai valorizar o comércio local, além disso, a mão-de-obra vai ser daqui mesmo. Com certeza é um grande avanço para todos nós. Pessoas boas, como o senhor Roberto, acabam chamando pessoas boas também. Estamos muito animados.”

As obras do frigorífico já estão em fase final e o principal objetivo é que a unidade também se adeque ao SIF e possa fazer comércio de carne com outros países. O empreendimento deve começar as operações com 250 abates por dia, número esse que deve subir para 350 quando já houver pleno funcionamento do frigorífico.

Além dos empregos gerados, a unidade local permitirá que inúmeros pecuaristas da região possam fazer negócios e tenham o seu produto também exportado. Ainda sem data de inauguração, as obras de conclusão estão a todo vapor. A instalação do empreendimento é aguardada por todos e pode ser uma das grandes alternativas para vencer a atual crise que o município enfrenta.

Segundo o pecuarista João Barreto, que é o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Parauapebas – Siproduz -, a implantação desse frigorífico na vizinha Canaã dos Carajás é muito importante não só para a cidade de Canaã mas também para a toda a região rural, já que com novos comparadores aumentará a concorrência, o que é sempre salutar, valorizando mais ainda nosso produto. Isso sem falar nos novos empregos diretos e indiretos que vão surgir com a instalação do frigorífico.