Notícias

Em artigo, deputado federal Claudio Puty aponta “paralisia do atual governo do Pará”.

Por Cláudio Puty* O Governador Simão Jatene já cumpriu mais da metade de seu governo e o saldo é, no mínimo, preocupante: a se deduzir da pífia capacidade de investir, …

Por Cláudio Puty*

O Governador Simão Jatene já cumpriu mais da metade de seu governo e o saldo é, no mínimo, preocupante: a se deduzir da pífia capacidade de investir, o Pará está quase parado, com um presente que sacrifica o cidadão em áreas essenciais.

Dados oficiais do Portal da Transparência, do próprio Governo do Estado, ilustram a pouca capacidade de gestão do atual governo. Para maior clareza, comparem-se os investimentos do atual governador com os de sua antecessora, Ana Júlia Carepa.

Em quatro anos de governo, Ana Júlia investiu um total de R$ 3,6 bilhões, média anual de R$ 892,7 milhões. Jatene, no biênio 2011/2012 (números considerados até outubro de 2012) teve média anual de investimento de R$ 512 milhões – apenas 57,4% da média do governo anterior.

O pico dos investimentos do governo Ana Júlia aconteceu justamente no último de governo, 2010: R$ 1,3 bilhão. Ou seja: 71,5% mais do que a média anual do governo Jatene, isso sem considerar qualquer correção monetária.

Uma análise mais profunda dos números indica que a paralisia de investimentos não se deve à escassez de recursos, e sim à falta de competência na gestão.

A receita efetiva média, nos quatro anos do governo Ana Júlia, foi de R$ 10,1 bilhões anuais. Dessa receita, se conseguiu investir por ano a média de R$ 892,7 milhões. Já o governo Simão Jatene, em 2011, dispondo de uma receita muito maior (R$ 13 bilhões), investiu apenas R$ 552,4 milhões. Para igualar o desempenho anual de Ana Júlia, ele deveria ter investido R$ 1,1 bilhão – quase o dobro do que investiu.

Comparemos agora o segundo ano de cada governante.

A receita efetiva do Pará em 2008 foi de R$ 9,7 bilhões. Desta receita, o governo Ana Júlia investiu R$ 919,1 milhões. Em 2012, segundo ano do governo Jatene, a receita até outubro já é R$ 12,6 bilhões. O investimento, no entanto, despencou ainda mais: apenas R$ 472,6 milhões. Para se ter uma ideia do desastre, o governo Jatene deveria ter investido, para igualar a performance do governo Ana Júlia, R$ 1,2 bilhão: 2,5 vezes mais do que conseguiu investir.

A redução nos investimentos significa, primeiro, que o governo do Estado não deu continuidade a projetos de médio e longo prazo e também que não consegue implantar projetos novos de expressão.

A pífia relação entre receita e investimento (a menor da história do Pará desde a ditadura militar) significa, de forma direta, que a infraestrutura do Estado piora, se deteriora: as escolas, o sistema de saúde, as estradas, a habitação. Além de sucatear o que já existe, o não-investimento significa que não se realizam obras estruturantes, justamente aquelas que garantiriam um novo patamar no futuro: estrutura para atrair indústrias e gerar empregos, aumento na área de qualificação e profissionalização, com reflexos na geração de emprego e aumento de renda, entre muitas outras.

Outros números oficiais do Portal da Transparência escancaram o quadro assustador do atual governo.

As operações de crédito são uma forma de os governos aumentarem os recursos com o fim específico de investir. Em quatro anos, o governo Ana Júlia mobilizou em operações de crédito R$ 1,59 bilhão. Desse total, executou 23,7%. Significa que elaborou projetos de médio prazo, e executou 23,7% do total afiançado, daí o número expressivo de recursos investidos e garantidos para investimentos.

Já o governo Jatene executou, em 2011, apenas 2,3% dos recursos mobilizados. Significa que a máquina do governo está parada, emperrada. Vejam-se outros dois números: em 2007, primeiro ano do governo Ana Júlia, se mobilizou R$ 108,4 milhões em operações de crédito. Em 2011, primeiro ano do governo Jatene, esse valor despencou para R$ 42,4 milhões. Ou seja – não houve novos projetos capazes de assegurar o incremento de recursos. A comparação do segundo ano dos dois governos é ainda mais díspare. Em 2007, o governo do PT mobilizou R$ 133,3 milhões e executou 8,1%; o atual governo do PSDB, até outubro, conseguiu apenas R$ 23,1% e executou só 0,8% – isso mesmo, 0,8%!

Um escândalo que se deve a dois fatores preponderantes: uma flagrante  incompetência para governar; e o fato de que o atual governo está em desencontro com os principais projetos do governo federal,  penalizando ainda mais o nosso estado.

* – Formado em Economia pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Teoria Econômica pela Universidade de Tsukuba, no Japão e doutorado em Economia Política pela New School for Social Research, Nova Iorque. É Deputado Federal pelo PT/PA, eleito com 120.881 votos.

16 comentários em “Em artigo, deputado federal Claudio Puty aponta “paralisia do atual governo do Pará”.

  1. FelipedaSilva Responder

    Esse Jatene é um incopetente… Espero que na proxima eleição tenha um candidato a governo decente pra administrar o Pará, porque esses dois não valem nada… Acho que o Pará pior do tava, piorou de vez. Isso mostra que o brasileiro não sabe exercer o unico poder que tem nesse país, o voto.

  2. Goteira Responder

    Zé,
    Agora fiquei realmente preocupado com os dados apresentados pelo nobre parlamentar. Se o atual governo está tendo um desempenho pior que o de Ana Júlia, então estamos realmente perdidos…

  3. Anônimo Responder

    Puty que tem telhado de vidro, não joga pedra na casa do visinho, procuro a vc, quantos hospitais reginal a ex governadora do pt costruiu no Para? Porque a Santa Casa do Para no governo Amir e Jatene foi referencia de programa de amamentação materna no Brasil? E no governo petista foi recrdista de morte néo natal no Brasil, lembra das fotos que correram o mundo com as onzes urninhas infileradas? e la em Marba que voces derribaram o colegio,Anizio Teixeira vai la ver se terminaram as obras. Sem falar no colegio que voces prometeram aqui em um assentamento entre Eldorado e Marabá e que foi mutivos de muitas interdições dos sem terras, mais incapacidade adiministrativa mesmo o governo petista demostrou quando, não conseguiram nem manter o transito normal na estrada Alça Viaria que liga Belem ao Sul do Pará, eu li pergunto: E se voce pro governo petista meter a cara e fazer? sera que saia?.

  4. anônimo Responder

    O governador começa a anunciar o asfaltamento de estradas estaduais do meio para o final do mandato para remediar tudo o que não fez até agora. As prefeituras não viram a cor do dinheiro do estado através da celebração de convênios. Não há projeto qualquer para o estado. A ALPA foi abandonada. O governador tem até medo de vir pra região. Não se encontra quem defenda o governo em sã consciência. Os números só mostram o óbvio.

  5. GeraldoMS Responder

    Ele deveria primeiro cobrar todos os desmando que seu partido ta fazendo no Governo Federal , tipo : 4ª maior inflação na América do Sul, projetos que nao saem do papel , tipo minha casa, escadalos mensais e por ai vai ..

  6. valter silveira Responder

    Claudio Puty estve no primeiro escalão do Governo desastroso de Ana Júlia. Não tem a devida imparcialidade, nem a devida moral para falar de governo paraense algum, inclusive de Jatene.Estava na primeira sala do Gabinete. Era o primeiro e último a dar pitaco. Era e é o principal interlocutor da pior governadora do país. Acho que este site deveria apenas publicar alguns feitos de Puty na Camara Federal, se é que tem algum relevante, já que comparações desse tipo não são nem um pouco relevantes.

  7. Anônimo Responder

    Comparar Ana Júlia cm Jatene é perder tempo. Nenhum dois foium bom gestor. Qtas vezes esse Jatene veio em Parauapebas nesse mandato? Nenhuma. Cadê o governo itinerante que ele prometeu durante a campanha do plebiscito? Vivemos abandonados pelo governo do estado. Esse governador não construiu uma escola em Parauapebas. E ainda tem gente que defende um governador desse? Péssimo governador na minha concepçao. No próximo ano vai aparecr na maior cara de pau para pedir votos aqui. OOOOOVOOOOO NELE!!!!

  8. Sena Responder

    Grosso modo a comparação dá uma péssima impressão… Se for possível, gostaria de ver uma comparação dos idos do governo do PSDB – federal e estadual, com as devidas correções monetárias; por aí daria pra ver o efeito das verbas federais nos investimentos quando se trata do mesmo partido no governo. Ou não?

  9. Anônimo Responder

    Puty,
    Com tantos titulos poderia escolher melhores argumentos e indicadores de desenvolvimento comparando os governos .

    Isto é uma lastima para o povo paraense!
    Quem tem um representante deste fica a mercê do acaso.

    Chega de comparação vamos trabalhar !

    O povo exige empenho!

    Comparar é dor de cotovelo .

  10. Fica la pras bandas de Belem Puty Responder

    Puty aqui no Sul do Pará esquecido por vocês e por todos os politicos de belem inclusive Jatene, nínguem aguenta mais essas promessas. Na Educação vocês todos foram uma lastima…

  11. Animal Responder

    Essa Ana Júlia fica chorando direto na internet falando mau do governo jatente, até parece que no governo dela foi tu maravilhas. Bota dinheiro nao significa resultado. pq ninguem fiscaliza. E as estradas que no governo dela, ela nao fez nada. Federalizou a PA 150, Kd a ALPA, o derrocamento, coisas que nem se ela voltasse vão sair…

Deixe seu comentário