Eletricista de autos executado com três tiros na cabeça em Parauapebas

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de vingança, uma vez que a vítima já teria matado três pessoas, em crimes de encomenda, e deixado uma paraplégica
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Era por volta das 10 horas da manhã deste sábado (8) quando o eletricista de autos Lauriano Barbosa de Sousa, 32 anos, foi assassinado com três tiros na cabeça. O atirador, não identificado, fugiu de moto do local. O crime aconteceu em uma oficina localizada na esquina das ruas Bom Jesus e Nova Conquista, no Bairro Betânia, em Parauapebas. 

O assassinato pode ter sido motivado por vingança, uma vez que, segundo levantou a Polícia Civil, Lauriano de Sousa seria pistoleiro, tendo executado três pessoas e tentado eliminar outras, duas. Umas delas ficou paraplégica.       

Segundo testemunhas, o homem que matou Lauriano chegou em uma moto Honda Biz e parou no final do quarteirão. De cara limpa, sem capacete, caminhou até a oficina em que o eletricista trabalhava e o chamou pelo nome.

Lauriano estava ocupado, mexendo na parte elétrica de um automóvel VW Gol, próximo da entrada da oficina, e se virou para atender ao chamado, quando o desconhecido disparou três vezes contra a cabeça dele, que morreu instantaneamente.

Em seguida, o matador deixou o local caminhando tão rapidamente que chegou a escorregar e cair. Depois, montou na moto e tomou rumo ignorado.   

A polícia examina imagens das câmeras de segurança próximas ao local na tentativa de identificar o atirador. O corpo do eletricista, que era bastante conhecido em Parauapebas, foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal para necropsia.

(Caetano Silva)

Publicidade