Deputado Federal Paulo Rocha é preso pela ROTAM em Belém

Continua depois da publicidade

Ex-candidato ao Senado pelo PT no pleito de 2010, e atual deputado federal, Paulo Roberto Galvão Rocha (PT-PA) se envolveu em uma confusão na madrugada deste domingo (16) com policiais da Ronda Tática Metropolitana (ROTAM).

O político foi detido durante uma operação conjunta das equipes do Detran e da Polícia Militar, na avenida Doca de Souza Franco com rua Municipalidade, no bairro do Umarizal, em Belém. Enquanto os policiais faziam vistoria no carro de Rocha, foi constatada uma infração e encaminhada a lavratura do auto de infração.

Segundo o Tenente Freitas, que coordenou a operação, Paulo Rocha estaria embriagado, e dirigiu-se aos policiais proferindo impropérios, o que levou à sua apreensão por desacato às autoridades envolvidas no incidente.

O político está sendo conduzido à Seccional do Comércio para prestar esclarecimentos. Paulo Rocha exerce o quinto mandato de deputado federal pelo PT.

Fonte: Diário on line

Atualização às 2:00 horas

Após ser detido na madrugada deste domingo (16) por policiais da ROTAM, o político Paulo Rocha foi liberado logo após receber o auto infracional. De acordo com o Tenente Freitas, ele não chegou a ser conduzido à Seccional do Comércio.

[ad code=4 align=center]

11 comentários em “Deputado Federal Paulo Rocha é preso pela ROTAM em Belém

  1. diego diniz Responder

    sem nenhum propósito a discussão, exagerada a atuação da rotam. não existe nada positivamente errado em beber e voltar pra casa no banco de trás do carro – ou vcs todos viraram carolas do tempo do al capone?

    • Zé Dudu Autor do postResponder

      Cara “Euzinha”,

      O texto se completa, a atualização diz tudo. Na verdade houve um bate boca entre o deputado, que estava no banco de trás do veículo, sem cinto de segurança, e os agentes. Primeiramente iriam encaminhar Paulo Rocha à DEPOL, depois de muita conversa resolveram liberar o deputado com a multa. Não há contradições.

  2. Companheiro Responder

    Caro Zé, a primeira vista da nota pensei: “Agora começaram uma nova operação contra conrrupção!!!”……mas depois que li a matéria, conclui que não passou de um simples fato e com certeza terminou em PIZZA!!!!!……e ai retornamos a nossa vida real.

  3. Roginaldo Responder

    não sejamos prematuros em análises sem maiores informações, agora é lógico que devemos ter noção de que se houve excessos seja por parte do deputado mensaleiro ou da PM assassina de sem terras que tem de ser penalizados, não é mais possível mais se admitir excessos por quem detém poder seja ele de qual bandeira for.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: