Esportes

Dedé marca duas vezes e Independente quebra a invencibilidade do Paysandu no Parazão

O Independente voltou a mostrar a sua força no Campeonato Paraense de 2019. Jogando na noite desta quinta-feira (4), no Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, em Tucuruí, o Galo Elétrico não tomou conhecimento do Paysandu e venceu, por 3 a 1, no jogo de ida das semifinais do Parazão.

O Galo Elétrico abriu o placar com o atacante Joãozinho cobrando pênalti, aos 46 minutos do 1° tempo. Logo aos seis minutos da etapa derradeira, o zagueiro Dedé marcou o segundo de cabeça. O Papão diminuiu com o meia Nicolas de cabeça, aos 20 minutos. Mas o zagueiro Dedé, novamente marcou de cabeça, aos 39 minutos e garantiu o triunfo do time de Tucuruí, que ainda jogou com um a menos depois da expulsão do atacante Tiago Mandi, aos 21 minutos do 2° tempo.

Com o resultado, o Independente Tucuruí pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta para ficar com a vaga para a grande final. Já o Paysandu vai ter que vencer por dois gols de diferença para levar a decisão da vaga para os pênaltis, ou derrotar o adversário por três gols e avançar diretamente para a final. Com a derrota, o Papão perdeu sua invencibilidade de 10 jogos no Parazão.

As duas equipes voltam a campo na próxima segunda-feira (8), às 20h, no Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém.

O jogo: Galo 3 x 1 Papão – Show do zagueiro Dedé!

A bola rolou debaixo de muita chuva em Tucuruí. Os times tiveram dificuldades devido as poças d’água, que não deixavam a bola rolar. Quem chegou primeiro foi o Galo Elétrico. Fazendinha cobrou falta na área, o zagueiro Dedé subiu de cabeça, a zaga do Papão teve dificuldades, mas conseguiu aliviar o perigo. No lance seguinte, Daelson recebeu passe na frente e chutou, a bola foi pela linha de fundo. Quase o primeiro do Galo.

Novamente o Independente chegou com Tiago Mandi, que cruzou da direita para Joãozinho, o atacante disparou por cima da meta do goleiro Mota. O Paysandu reagiu e mandou bola para área, Nicolas tocou de cabeça para Elielton, o lateral-esquerdo Mocajuba tentou tirar, e quase marcou gol contra, o goleiro Redson conseguiu mandar para escanteio. Na cobrança de escanteio, Marcos Antônio cobrou e Caíque Oliveira subiu de cabeça, a bola passou assustando a meta do goleiro Redson.

Elielton recebeu passe e cruzou, a bola pegou efeito e quase enganou o goleiro Redson, mas defendeu sem problema. Outra vez o time bicolor chegou com Marcos Antônio, que cruzou para a cabeçada de Caíque Oliveira, a bola passou rente a trave do goleiro Redson. O zagueiro Charles lançou para o atacante Joãozinho que chegou chutando pela linha de fundo, mas a arbitragem assinalou impedimento do ataque do Galo.

Em um lance dentro da área, Elielton acabou sendo derrubado por Daelson, o árbitro Djonaltan Costa Araújo assinalou pênalti para o Papão. O atacante Paulo Rangel cobrou rasteiro e o goleiro Redson defendeu, para a explosão do torcedor de Tucuruí. O lance acordou o Independente. Mocajuba cobrou escanteio e o zagueiro Dedé subiu de cabeça, mas a bola foi para fora.

Em uma bola enfiada para Tiago Mandi, a arbitragem assinalou impedimento do atacante do Galo. Tiago Mandi cobrou escanteio e o zagueiro Charles chegou a desviar, a bola foi para fora. O Papão respondeu depois que Elielton recebeu lançamento e chutou desequilibrado, a bola foi nas mãos do goleiro Redson. O Independente deu o troco com Araújo, que chutou e o goleiro Mota bem posicionado fez o abraço para o Papão.

No lance seguinte, o atacante Joãozinho recebeu lançamento dentro da área e foi derrubado pelo goleiro Mota, o árbitro Djonaltan Costa Araújo não titubeou e marcou pênalti para o Galo Elétrico. Joãozinho cobrou bem e deslocou o goleiro Mota, 1 a 0, aos 46 minutos. No segundo tempo, o Independente começou com tudo e marcou novamente. Mocajuba cruzou no segundo pau e o zagueiro Dedé subiu no último andar para cabecear, 2 a 0, aos seis minutos.

A torcida do Galo estava fazendo a festa nas arquibancadas, quando quase saiu o terceiro. Mocajuba mandou bola na área, Tiago Mandi pegou a sobra e chutou, mas mandou para fora. O Paysandu tentou chegar, quando lançou para área, Nicolas arrumou para o chute de Thiago Primão, mas a bola foi para longe. O Papão diminuiu na raça. Diego Matos cruzou da esquerda para a cabeçada de Nicolas, a bola furou a rede da meta do goleiro Redson, aos 20 minutos, 2 a 1.

Após o gol, o atacante Tiago Mandi reclamou com o árbitro e acabou levando o cartão vermelho direto, deixando o Independente com um jogador a menos. O Galo voltou a atacar com Caça Rato, que aproveitou uma bola que parou na poça d’água e chutou, mas o goleiro Mota defendeu.  O time bicolor quase empatou quando Nicolas pegou uma sobra de bola e chutou, a bola foi fraca em cima do goleiro Redson.

O Papão queria o empate. Cruzamento na área, o atacante Paulo Rangel subiu junto com o goleiro Redson, que defendeu em dois tempos e o jogador bicolor acabou se chocando contra a trave. Quem marcou mesmo foi o Independente. Mocajuba cobrou falta da intermediária para dentro da área, o zagueiro Dedé subiu de cabeça e marcou novamente, aos 39 minutos, 3 a 1 para o Galo Elétrico.

Apesar de ter um jogador a mais, o Paysandu não conseguia chegar com eficiência. Alan Calbergue cobrou escanteio, Nicolas subiu de cabeça e mandou para fora. Novamente Mocajuba cruzou para Dedé, que cabeceou a bola bateu na zaga bicolor e sobrou para o próprio Dedé, mas o chute passou por cima da meta do goleiro Mota. O árbitro Djonaltan Costa Araújo encerrou a partida aos 50 minutos. Placar final: Independente 3 x 1 Paysandu. Com a derrota, o Papão perdeu a sua invencibilidade no Parazão 2019.

“Nessa semana treinamos muito essas bolas e sabíamos que se chovesse seria assim na bola aérea e graças a Deus deu certo. A gente já sabe que lá vai ser muito difícil, mas é manter a tranquilidade e ir para lá sabendo que vamos jogar contra um time grande, não podemos se arriscar. Vamos jogar lá como time pequeno, mas se Deus quiser vamos conseguir a classificação”, afirmou o zagueiro Dedé do Independente, destaque do jogo com dois gols de cabeça. 

FICHA TÉCNICA

INDEPENDENTE: Redson; Daelson, Dedé, Charles e Mocajuba; Jari, Renatinho, Chicão e Fazendinha (Araújo); Tiago Mandi e Joãozinho (Caça Rato). Técnico: Charles Guerreiro

PAYSANDU: Mota; Fábio Alemão, Micael, Victor Oliveira e Diego Matos; Caíque Oliveira, Marcos Antônio (Willyam) e Thiago Primão (Alan Calbergue); Nicolas, Elielton (Paulo Henrique) e Paulo Rangel. Técnico: Léo Condé

Árbitro: Djonaltan Costa Araújo – CBF

Assistentes: Hélcio Araújo Neves – CBF e Rafael Ferreira Vieira – CBF

Quarto árbitro: Joelson Silva dos Santos

Cartões amarelos: Renatinho (Independente); Paulo Rangel, Diego Matos, Caíque Oliveira e Fábio Alemão (Paysandu)

Cartão vermelho: Tiago Mandi (Independente)

Gols: Joãozinho, de pênalti, aos 46 minutos do 1° tempo; Dedé, de cabeça, aos 6 minutos do 2° tempo; Nicolas, de cabeça, aos 20 minutos do 2° tempo para o Paysandu; Dedé, de cabeça, aos 39 minutos do 2° tempo para o Independente

Local: Estádio Municipal Antônio Dias, o Navegantão, em Tucuruí

Por Fábio Relvas / Foto: Luiz Carlos

Deixe seu comentário