De virada, Remo vence o Ypiranga no Mangueirão e lidera o quadrangular do acesso da Série C

O atacante Salatiel marcou duas vezes e garantiu mais três pontos para o líder Leão Azul
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo deu um passo importante rumo à Série B de 2021. Em partida realizada na noite deste domingo (27), o Leão Azul venceu o Ypiranga (RS), por 2 a 1, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém, e segue na liderança do Grupo D, agora com sete pontos conquistados. A partida foi válida pela terceira rodada do chamado quadrangular do acesso do Campeonato Brasileiro da Série C.

Os gols da partida saíram somente na etapa derradeira. O Canarinho saiu na frente, depois que Jean Silva chutou, a bola tocou na trave e sobrou para Tárik, que mandou para o fundo do barbante, aos 15 minutos. O Leão Azul foi para cima e virou. O inspirado atacante Salatiel, marcou duas vezes, aos 23, quando recebeu cruzamento rasteiro de Ricardo Luz e só fez completar para o gol, e aos 31 minutos, sendo oportunista e marcando de cabeça, após escanteio da direita.

O líder Clube do Remo volta a campo pela quarta rodada diante do mesmo Ypiranga, no próximo domingo (03), às 20h, no Estádio Olímpico Colosso da Lagoa, em Erechim, no Rio Grande do Sul.

O jogo: segue o líder!

O Ypiranga não tinha outra alternativa a não ser sair para o jogo devido a situação delicada na classificação. O meia Mossoró arriscou um chute de longe e o goleiro Vinícius defendeu bem para o Remo. O Leão Azul deu o troco rapidamente, quando o atacante Salatiel fez um pivô para o chute de Hélio, o goleiro Deivity espalmou para escanteio. Outra vez a equipe do Canarinho tentou marcar de longe, mas o chute de Caprini explodiu no zagueiro Mimica.

Os azulinos quase abriram o placar com Hélio, que em jogada individual passou por Assis e chutou, a bola desviou na zaga e foi para escanteio. Salatiel aproveitou um vacilo do time gaúcho e chutou, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. O Ypiranga teve uma boa chance, quando após cruzamento da esquerda, o atacante Cristiano cabeceou e a bola passou por cima da meta do goleiro Vinícius.

Em tabela rápida do ataque do Canarinho, Mossoró tocou na frente para Caprini, o jogador caiu na área após dividida com Felipe Gedoz, e pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir. Na bobeada do zagueiro Mimica, o time visitante roubou a bola que chegou até Cristiano, o atacante fez o corta luz para Cabrini, que de frente conseguiu chutar para fora perdendo a chance mais clara do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Remo tentou acordar para o jogo. Tcharlles roubou uma bola sem falta e tocou na frente para Salatiel, o goleiro Deivity saiu e conseguiu pegar a redonda, mas acabou se machucando na dividida com o atacante remista. Mas quem marcou foi o Ypiranga. Em jogada pela direita, a bola chegou até Jean Silva que chutou e acertou a trave, na sobra Tárik sozinho mandou para o fundo do barbante, 1 a 0, aos 15 minutos. O Leão Azul foi em busca do empate. Ricardo Luz ganhou jogada e chutou para a defesa do goleiro Deivity.

O Remo empatou em seguida. Em uma jogada rápida pela direita, Augusto tocou para Ricardo Luz, que escorregou no lance, mas conseguiu cruzar rasteiro para o chute de Salatiel, que mandou para o fundo do gol, aos 23 minutos, 1 a 1. O Canarinho teve a chance de passar a frente, quando Caprini invadiu e área e quando ficaria de cara para marcar, o zagueiro Rafael Jansen livrou a barra azulina.

O Leão Azul virou. Após cobrança de escanteio, Salatiel subiu livre de cabeça e guardou, aos 31 minutos, 2 a 1 no Mangueirão. O time gaúcho buscou pelo menos o empate. Mossoró teve que arriscar de longe, a bola passou perto do travessão do goleiro Vinícius. Em outra descida do Ypiranga, Fidélis cruzou da direita, Cristiano raspou de cabeça e a bola passou pertinho da meta azulina, quase o empate.

O zagueiro Fredson, do Remo, que tinha acabado de entrar em campo, levou cartão vermelho direto e foi expulso após carrinho no adversário, aos 44 minutos. Placar final: Remo 2 x Ypiranga (RS).

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinícius; Ricardo Luz (Fredson), Mimica, Rafael Jansen e Marlon; Lucas Siqueira, Júlio Rusch (Charles) e Felipe Gedoz (Augusto); Hélio (Dioguinho), Tcharlles (Eduardo Ramos) e Salatiel. Técnico: Paulo Bonamigo

YPIRANGA: Deivity (Carlão); Fidélis (Maicon), Reinaldo, Douglas e Assis; Tárik, Jean Silva, Clayton (Luís Eduardo) e Mossoró; Cristiano e Caprini. Técnico: Celso Teixeira (suspenso por ter sido expulso no jogo anterior)

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Assistente 1: Johnny Barros de Oliveira (SC)

Assistente 2: Eli Alves (SC)

Quarto árbitro: Andrey da Silva E Silva (PA)

Cartões amarelos: Charles e Vinícius (Remo); Gabriel Teixeira (auxiliar técnico), Cristiano, Tárik e Douglas (Ypiranga)

Cartão vermelho: Fredson (Remo)

Gols: Tárik, aos 15 minutos do 2° tempo para o Ypiranga; Salatiel, aos 23, e de cabeça, aos 31 minutos do 2° tempo para o Remo

Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Por Fábio Relvas / Fotos: Samara Miranda

Publicidade