De virada, Paysandu vence o Carajás no Mamazão e dispara na liderança do Gupo A1 do Parazão

O Bragantino ficou no empate sem gols contra o Águia, assim como o confronto entre Paragominas e Tapajós, nada de bola na rede
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Nicolas deixou sua marca com a camisa do Paysandu (Foto: Jorge Luiz)

Continua depois da publicidade

A bola rolou pra valer na manhã deste domingo (14), para mais três jogos válidos pela terceira rodada do Parazão de 2021. Foi a última rodada da competição estadual antes da paralisação, que foi confirmada pela Federação Paraense de Futebol (FPF) devido ao lockdown na Região Metropolitana de Belém. Segundo a FPF, atendendo ao decreto governamental, o Campeonato Paraense será suspenso por sete dias.

Em Bragança, o Bragantino recebeu o Águia de Marabá no Estádio Olímpico São Benedito, o Diogão. A partida foi acirrada do início ao fim e os times sentiram o forte calor da Pérola do Caeté. A melhor chance da partida foi do Azulão Marabaense, depois que Dê tocou bem para o meia Matheus Rosa, que chutou forte e a bola explodiu no travessão do goleiro Deco Júnior. Placar final: Bragantino 0 x 0 Águia.

Com o resultado, o time do Bragantino segue na segunda posição do Grupo A1, com quatro pontos conquistados, enquanto que o Águia de Marabá chegou aos cinco pontos e lidera o Grupo A3 da competição estadual. As duas equipes não sabem quando voltam a campo devido ao decreto governamental.

Já na Arena Verde, o Paragominas recebeu a equipe do Tapajós. Os atletas sentiram o tempo abafado do Munícipio Verde, fazendo um jogo sem muitas alternativas, com erros coletivos e individuais. O atacante Aleílson pediu pênalti para o Jacaré quando teria sido derrubado na área, o árbitro mandou seguir. Já o Boto teve duas chances de marcar, com Rosivan e Paulo Curuá, mas nada de gol. Placar final: Paragominas 0 x 0 Tapajós.

O resultado de empate deixou o Paragominas ainda em quarto lugar do Grupo A3, o mais acirrado do Parazão, com quatro pontos. O Tapajós termina a terceira rodada sem conseguir vencer na competição, amargando a lanterna do Grupo A2 com apenas dois pontos conquistados.

Paragominas e Tapajós ficaram no empate (Foto: Elailson Gomes)

Na Ilha do Outeiro, o jogo que acabou com a secura de gols na manhã deste domingo foi entre Carajás e Paysandu. O Papão foi até o Estádio Luiz Omar Pinheiro, o Mamazão, e encarou o Pica-Pau. O primeiro tempo terminou sem gols e as emoções ficaram para a etapa derradeira. O time da casa abriu o placar depois que PH recebeu a bola na frente, se livrou de dois adversários, driblou o goleiro Victor Souza e marcou um belo gol, aos 32 minutos, 1 a 0.

O técnico Itamar Schulle mexeu em sua equipe e as alterações surtiram efeito para a virada bicolor. O atacante Igor Goularte fez um carnaval pelo lado esquerdo e cruzou na medida para a cabeçada de Nicolas, que empatou aos 41 minutos. Já nos acréscimos, veio a virada: depois da cobrança de escanteio, a bola passou do goleiro Fernando e foi na cabeça do atacante Gabriel Barbosa, que não perdoou e virou para o Papão, aos 49 minutos. Placar final: Carajás 1 x 2 Paysandu.

A vitória deixou o Paysandu mais líder do que nunca do Grupo A1, com sete pontos conquistados, enquanto o Carajás segue na vice-liderança do Grupo A2 com seus três pontos somados. O Papão enfrentaria o seu maior rival, o Clube do Remo, no próximo domingo (21), às 17h, no Estádio Leônidas Castro, o Banpará Curuzu, em Belém, mas com o lockdown, o clássico deverá ser remarcado. 

Por Fábio Relvas