Corpo de jovem encontrado com o pescoço cortado e o tórax aberto em Parauapebas

Um pescador que estava em um córrego na área de uma fazenda, nas proximidades do Residencial Vila Nova, encontrou o cadáver a avisou à polícia
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em Parauapebas, a Polícia Civil tem mais um crime bárbaro de homicídio para investigar. Mais uma vez, um jovem é morto com requintes de crueldade na Capital do Minério. O corpo do rapaz, até então não identificado, foi encontrado por um morador do Residencial Vila Nova. Ele pescava em um igarapé e cerca de 500 metros do conjunto, quando sentiu forte mau cheiro.

O homem se deslocou cerca de 5 meros para averiguar do que se tratava e se deparou com o corpo de um jovem, com os pés e as mãos amarradas, pescoço esgorjado e o peito aberto, como se dele tivesse sido retirado algum órgão.

O achado macabro se deu por volta das 9h desta quinta-feira (20), no final da Rua 3 do Residencial Vila Nova, em área de mata de uma fazenda cujo dono é conhecido apenas como Gabriel.

A guarnição da Polícia Militar que cobre a área foi avisada via Centro de Controle Operacional (CCO) para averiguar a informação. No local foi constatada a veracidade da informação.

De imediato foram comunicados a Polícia Civil e o IML, para levantamento e remoção do corpo.

Até o fechamento desta matéria ninguém da família da vítima havia procurado a polícia para informar o desaparecimento ou identificar o corpo. Além de um boné e da camisa da vítima do jovem foi encontrada sob o corpo do rapaz uma faca de cabo branco com a lâmina empenada, provavelmente a mesma usada pelos assassinos

(Caetano Silva)