Com dois gols de Eduardo Ramos, Remo vence o Águia de virada e conquista classificação

O meia azulino ainda perdeu um pênalti. Na outra partida, o Bragantino bateu o Independente
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Campeonato Paraense 2020 seguiu com mais duas partidas neste domingo (2) válidas pela 9ª rodada da primeira fase. Pela manhã Bragantino e Independente se enfrentaram no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. O duelo chamado de seis pontos, já que as duas equipes entraram em campo com chances de classificação para as semifinais e quem perdesse o duelo daria adeus ao estadual e vagas para competições nacionais em 2021.

Melhor na partida, o Bragantino teve algumas chances logo no início do primeiro tempo, mas desperdiçou. Mais organizado, o Tubarão não demorou para abrir o marcador. Em jogada pela direita, a bola foi rolada para o meio da área e Túlio chegou batendo de primeira, aos 17 minutos. Após sofrer o gol, o Galo Elétrico teve algumas chances de tentar igualar, mas sem sucesso.

No segundo tempo, as equipes chegaram pouco as metas adversárias. Atração mesmo foram as diversas pipas que caíram no gramado do Mangueirão. Até que o baixinho Everson Bilau fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Paulo de Tárcio, que meteu de cabeça para o fundo do gol, aos 38 minutos, decretando a vitória do Tubarão do Caeté. Placar final: Bragantino 2 x 0 Independente.

Com o triunfo, o Bragantino chegou aos 13 pontos, subindo para a 5ª colocação, e ficando com a mesma pontuação do Paragominas, mas perdendo no saldo de gols. Já o Independente, com a derrota, caiu uma posição na tabela e agora é o oitavo, e está eliminado da competição estadual dessa temporada.

O segundo jogo do dia aconteceu pela parte da tarde. O Clube do Remo, atual bicampeão paraense, encarou o Águia de Marabá, que ainda sonha com vaga para as semifinais do Parazão, em confronto no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém. O fato curioso é que a torcida do Leão Azul compareceu no estádio através do chamado totens, onde imagens ilustrativas dos torcedores foram colocadas nas arquibancadas. O som ambiente do estádio, também foi ligado com os gritos tradicionais da torcida azulina, chamada de Fenômeno Azul.

Antes da bola rolar, assim como em todos os jogos da rodada, houve um minuto de silêncio em homenagem a todas as vítimas da Covid-19. Apesar do Remo começar o jogo tendo muito mais posse de bola, foi o Águia que chegou. Após cobrança de escanteio, Gilmar cabeceou, o goleiro Vinícius defendeu e na sobra, o atacante Carlos Neto, um dos estreantes do Azulão, mandou para o fundo do barbante do Leão, aos 12 minutos. Festa marabaense no Baneão.

Após sofrer o gol, o Leão foi para cima em busca do empate. O volante Gelson acertou um chutaço na trave. Aos 33 minutos, o meia Eduardo Ramos sofreu pênalti. O mesmo Eduardo Ramos foi para cobrança, bateu quase que no meio do gol e o goleiro Bruno Colaço defendeu com os pés. No lance seguinte, também aos 33, a zaga do Águia falhou e o atacante Gustavo Ermel mandou por cobertura, sem chances para o goleiro aguiano, marcando um golaço e deixando tudo igual no Baenão.

O Águia não se intimou e chegou novamente. O lateral-direito Bruno Oliveira cobrou falta com perfeição, tirando do alcance do goleiro Vinícius, aos 43 minutos, deixando o time do sudeste em vantagem mais uma vez. No 2° tempo, o jogo seguiu equilibrado, com o Remo tentando o empate, e o Águia buscando ampliar o placar. Já na reta final, o Leão Azul chegou ao empate. Robinho mandou um chute de fora da área, o goleiro Bruno Colaço defendeu e na sobra, Eduardo Ramos mandou para o fundo do gol, aos 35 minutos.

O Leão Azul sufocou o Águia no final. O técnico Mazola Júnior colocou o time azulino em cima do adversário. Em uma grande jogada do garoto da base Ronald, o lateral-esquerdo cruzou na área e o meia Eduardo Ramos bateu de primeira para o fundo do barbante, virada remista no Baenão, aos 46 minutos. Para fechar o marcador, o atacante Giovane recebeu livre e rolou para Douglas Packer decretar a vitória dos azulinos, aos 52 minutos. Placar final: Remo 4 x 2 Águia.

Com a vitória de virada, o Remo conseguiu sua classificação para as semifinais do Parazão, somando 20 pontos, e estando na 2ª posição. Já a equipe do Águia de Marabá com a derrota caiu uma posição na tabela, ficando em 6° lugar com 11 pontos. A equipe do sudeste ainda tem chances matemáticas de avançar, precisando vencer o Bragantino na última rodada e torcer por uma derrota do Paragominas diante do Carajás.

Por Fábio Relvas

CLASSIFICAÇÃO DO PARAZÃO 2020

1° Paysandu: 22 pontos (Classificado)

2° Remo: 20 pontos (Classificado)

3° Castanhal: 17 pontos (Classificado)

4° Paragominas: 13 pontos

5° Bragantino: 13 pontos

6° Águia: 11 pontos

7° Itupiranga: 11 pontos

8° Independente: 10 pontos (Eliminado)

9° Tapajós: 8 pontos (Eliminado)

10° Carajás: 2 pontos (Eliminado)

Publicidade