Coluna Direto de Brasília #Ed. 162 – Por Val-André Mutran

Uma coletânea do que os parlamentares paraenses produziram durante a semana em Brasília
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Na foto, ex-deputado José Megale, Delegado Eguchi, o ex-governador Simão Jatene e Evaldo Bichara, ex-presidente do PSL, agora nas mãos do deputado federal Celso Sabino que desembarcou com mala e cuia da legenda

Continua depois da publicidade

Destaques da semana I

PSDB do Pará formaliza embarque no governo Helder Barbalho.
Gritaria de militantes nas redes sociais diz que não houve aval do Diretório Estadual, que não teria sido ouvido nem cheirado.

Destaques da semana II

Jatene dificilmente será candidato. Perdeu o controle do partido.
Hoje, o cacique, na prática, é um “sem-teto no partido”, mas é prudente não subestimar sua força eleitoral. Afinal, se não houver impedimento jurídico para sua candidatura em 2022, o que não falta no Pará é partido para acolhê-lo a fim de que ele concorra.

Destaques da semana III

O cenário é incerto. De qualquer forma e o tabuleiro político mudou radicalmente. Com a operação da PF esta semana, mirando um destacado membro do próprio quadro da instituição, o meteórico delegado Eguchi, este parece estar fadado a desaparecer nos confins do universo, como os cometas.

Destaques da semana IV

No meio da semana o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), aparentemente recuperado do problema de saúde, e mais fragilizado politicamente desde o início de seu governo, não resistiu às pressões e cedeu mais espaço para o chamado Centrão.

Senador Ciro Nogueira deve assumir a Casa Civil da Presidência da República na minirreforma ministerial anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro

Jóia da Coroa

A dança das cadeiras deve acontecer na Esplanada dos Ministérios nos próximos dias. Na minirreforma ministerial o governo vai entregar a Casa Civil — a “jóia da coroa” de qualquer governo —, para o senador Ciro Nogueira (PP-PI). Com a decisão, o general Luiz Eduardo Ramo deve assumir a Secretaria-Geral da Presidência.

Investigado

Caso seja confirmada a decisão de Bolsonaro, mais um desgaste político se avizinha. O senador Ciro Nogueira responde a três inquéritos no STF no âmbito da Operação Lava-Jato. Segundo o presidente Bolsonaro, as mudanças vão ser importantes para “continuar administrando o país”.

Desgaste

Entretanto, nos corredores do Planalto a conversa é outra. A nomeação de Nogueira seria uma forma de obter apoio no parlamento para evitar um impeachment e reações, caso Bolsonaro vete o aumento do fundo eleitoral para R$ 5,7 bilhões, decisão que o presidente já teria tomado de realmente vetar o artigo da LDO que trata do imoral aumento.

Moro e Mourinho. A “dupla sertaneja” estaria pronta para enfrentar os adversários em 2022

Nariz de cera

É visto como piada pronta a nota “nariz de cera” de um colunista de Brasília que “jura pela fé da mucura”, que o ex-xerife da Lava-Jato, Sérgio Moro, estaria com tudo acertado para contar com Hamilton Mourão para ser o vice da chapa que vai encabeçar na disputa pela cadeira ocupada por Bolsonaro.

Dupla sertaneja

Para comentaristas gaiatos, a chapa presidencial está mais para “dupla sertaneja” do que para a viabilização de uma terceira via.
Os piadistas de plantão disseram que “Moro & Mourinho” vão tornar o país mais “brasileirinho”.

Declaração de guerra

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), ex-PC do B, declarou guerra ao presidente Bolsonaro e ao titular da cadeira que comanda a Mesa da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

O manauara disse que estuda a possibilidade de acatar um pedido de impeachment no exercício provisório da presidência. Recentemente, ele pediu para ter acesso aos pedidos protocolados na Câmara.

Bancada do Pará

Deputados e senadores da Bancada do Pará de folga até o dia 31 de julho — último dia do recesso parlamentar.
As cobranças das ruas são grandes, especialmente após a votação da LDO que aprovou o aumento de quase R$ 6 bilhões para os partidos gastarem à vontade.

Deputado federal Joaquim Passarinho: “Sou contra o fundo eleitoral”

Contra

O vice-Líder do governo na Câmara dos Deputados, Joaquim Passarinho (PSD-PA), enviou documentos à Coluna onde prova que nunca usou recursos do fundo partidário e é contra a regra.

Recorde

A arrecadação brasileira de royalties da mineração, a chamada CFEM, poderá atingir 9 bilhões de reais neste ano, ou até superar, em meio a uma demanda firme chinesa por commodities e altos preços, afirmou na quarta-feira (21) o presidente do conselho diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Wilson Brumer.

Vale

A Vale S/A puxou os números com o aumento gradativo de sua produção. No primeiro semestre, a arrecadação de CFEM somou 4,48 bilhões de reais, contra 2,11 bilhões de reais no mesmo período do ano passado. Em 2020, o volume total de royalties da mineração já havia batido um recorde, de R$ 6 bilhões de reais.

Senado aprovou

Na última semana antes do recesso, na semana passada, os senadores aprovaram o projeto de decreto legislativo que susta os limites impostos à liberação de emendas parlamentares para o combate à pandemia de covid-19 (PDL 292/2021). As normas federais haviam sido publicadas em junho. O projeto segue para promulgação.

Comigo…

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, não para de articular a derrubada da PEC do Voto Impresso e auditável. Em sessão temática no Senado para debater ajustes na legislação eleitoral, alertou aos senadores sobre o risco de fraudes e judicialização da eleição de 2022 com a volta do voto impresso. Alguns dos senadores que participaram da sessão apontaram que a aprovação da PEC 135/2019 para exigir a impressão do voto pode trazer insegurança ao processo eleitoral.

…ninguém pode

Barroso comete crime de responsabilidade a continuar se reunindo secretamente com membros do legislativo federal para armar estratégias para derrubar a PEC.

Advogados tentam, sem qualquer êxito, por razões óbvias, enquadrar o ministro, mas todas as investidas são barradas, a começar por Augusto Aras, que quer ser reconduzido há mais dois anos para comandar a Procuradoria Geral da República (PGR), e já é apelidado aqui em Brasília pelo sugestivo e fofinho nome de “Leãozinho”.

Câmara aprovou

Nesse primeiro semestre do ano, a Câmara dos Deputados priorizou a votação e aprovou matérias para facilitar a recuperação econômica e o combate à pandemia. como a autorização para laboratórios veterinários fabricarem a vacina (PL 1343/21), prioridade na entrega de oxigênio hospitalar (PL 1077/21), regras para a quebra de patente de medicamentos (PL 12/21) e incentivo tributário a pesquisas para enfrentar a pandemia (PL 1208/21).

Produção

No total, foram aprovados 70 projetos de lei ordinária, seis projetos de lei complementar, 24 medidas provisórias, duas propostas de emenda à Constituição, quatro projetos de decreto legislativo e seis projetos de resolução.

CCJ

O mais importante colegiado permanente da Casa, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou, em caráter conclusivo, outros 10 projetos neste semestre. Oito deles já haviam sido aprovados pelo Senado e foram enviados para sanção presidencial, e dois foram encaminhados para votação no Senado.

Sessões

Foram realizadas 77 sessões de votação do Plenário e três sessões extraordinárias (comissões gerais, quando o Plenário se reúne para debater assuntos de interesse nacional).

O Brasil inicia os Jogos Olímpicos com a esperança de trazer mais medalhas de ouro do que na Rio 2016, quando obteve 7 Ouros, 6 Pratas e 6 medalhas de Bronze

Efemérides

Nesta sexta-feira (23), terá início os Jogos Olímpicos de Verão, em Tóquio, no Japão, com cerimônia de abertura no Estádio Olímpico dos 32º Jogos às 8h00 (horário de Brasília).

Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 terão 33 esportes e 339 eventos de medalha realizados em 42 locais em todo o Japão.
A competição acaba em 8 de agosto, um domingo, com a cerimônia de encerramento.

— Agora é torce para que o Brasil supere as 19 medalhas de ouro conquistadas nos Jogos do Rio, em 2016.
O evento aconteceria em 2020, mas foi adiado para este ano em razão da pandemia e quase foi adiado novamente.

Calendário

Os próximos países que sediarão dos jogos já estão definidos até o ano de 2032.

Paris, França sediará o 33º Jogos em 2024. Em 2028, Los Angeles, nos Estados Unidos, será a cidade anfitriã e depois, a linda cidade de Brisbane, na Austrália, siará a 35ª edição dos Jogos Olímpicos.

Quais são os novos esportes?

Beiseball/Softball, Karatê, Skate, Escalada e o Surfe.

O beisebol e o softball foram disputados pela última vez nas Olimpíadas em 2008, mas os outros quatro esportes estão fazendo suas estreias.

Existem também duas novas disciplinas em esportes atuais — basquete 3×3 e BMX livre — e novos eventos de equipes mistas em atletismo, arco e flecha, judô, tiro, natação, tênis de mesa e triatlo.

De volta na semana que vem

Aos milhares de leitores da Coluna, avisamos que estaremos de volta na próxima semana publicando direto de Brasília, as notícias que afetam a vida de todos os brasileiros, com as reportagens exclusivas aqui no Blog do Zé Dudu.

Como a vacina já está disponível para todos, tome as duas doses do imunizante e continue usando máscaras, álcool em gel nas mãos e evite lugares onde houver aglomeração de pessoas, mesmo ao ar livre.
Cuide de sua saúde e da sua família. Um ótimo final de semana a todos.

Val-André Mutran – É correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.
Contato: valandre@agenciacarajas.com.br
Esta Coluna não reflete, necessariamente, a opinião do Blog do Zé Dudu e é responsabilidade de seu titular.