Cartola russo compra avião particular mais caro do mundo

Roman Abramovich é o dono do Chelsea, time da 1ª divisão da Inglaterra
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Boeing/Divulgação

Continua depois da publicidade

Brasília – O bilionário Roman Abramovich, empresário ligado a extração de petróleo e produção de alumínio e cartola, proprietário de iates e carros de luxo, fez uma nova aquisição para sua coleção de mimos. De acordo com a revista Forbes, o dono do time de futebol inglês Chelsea FC comprou uma unidade do jato particular mais caro do mundo, um Boeing 787-8 Dreamliner avaliado em £ 264 milhões de libras esterlinas, aproximadamente R$ 2 bilhões de reais — valor capaz de comprar uma frota com mais de 600 Ferrari Roma, último lançamento da lendária escuderia italiana, que custa R$ 3,3 milhões. É o segundo jato do empresário.

Ainda segundo a publicação, a aeronave teria custado £ 188 milhões de libras (R$ 1,4 bilhão) e recebido mais 76 milhões de libras (R$ 600 milhões) em acessórios solicitados pelo empresário. Este é o segundo avião particular de Abramovich. Em seu hangar já existe um Boeing 767-33AE avaliado em £ 128 milhões de libras (cerca de R$ 1 bilhão).

O Boeing 787-8 Dreamliner tem fuselagem de 56,7 metros, envergadura de 60,1 metros, a autonomia é de 13.500 quilômetros e a velocidade de cruzeiro é de 907,2 km/h. É a aeronave mais moderna fabricada pela americana Boeing.

Com capacidade para até 50 passageiros, o avião do bilionário russo teria sido construído em 2015 e pertencia a uma empresa aérea suíça, que abriu concordata antes mesmo de a aeronave fazer seu primeiro voo. Segundo o site britânico Daily Mail, o jato viajou para a Rússia no dia 18 de dezembro para ser o “presente de Natal” de Abramovich.

O Boeing 787-8 Dreamliner também é utilizado para a aviação comercial. Nesse caso, sua capacidade é ampliada para até 248 passageiros. Além do dono do Chelsea, apenas outras duas unidades no mundo têm uso particular. Um seria utilizado pelo presidente do México como avião presidencial e o outro seria de propriedade de uma empresa de jatos de luxo fretados.

Roman Arkadyevich Abramovich é um bilionário russo, lituano, israelense e português, dono do clube inglês de futebol Chelsea

Riqueza
De acordo com a Forbes, em março de 2011, ele tinha um patrimônio líquido de US $ 13,4 bilhões acima dos US $ 11,2 bilhões no ano anterior, classificando-o como a 53ª pessoa mais rica  no mundo. Antes da crise financeira, ele foi considerado a segunda pessoa mais rica que vive no Reino Unido. No início de 2009, o jornal britânico The Times estimou que, devido à crise econômica global ele perdeu £ 3000 milhões de libras, dos £ 11,7 bilhões de libras do seu patrimônio. Em novembro de 2021, a Forbes estimava a sua fortuna em U$ 14,3 bilhões de dólares.

Com tal patrimônio, o torna o mais rico cidadão de Israel, o 11.º da Rússia e o mais rico de Lituânia e Portugal. Abramovich tem cidadania portuguesa e judaica e agora tem também cidadania suíça, onde fixou sua residência em junho de 2017.

É o maior doador vivo russo, com doações entre 1999 e 2013 a superar U$ 2,5 milhões de dólares para construção de escolas, hospitais e infraestruturas em Chukotka, cidade gelada do Norte da Rússia, onde já foi o governador.

O Jerusalem Post descreveu Abramovich como “megafilantropo” e “um defensor ardente e de longa data da cultura judaica em todo o mundo”, seus pais e avós eram judeus russos, e os avós foram assassinados durante a segunda guerra mundial.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

Deixe seu comentário

Posts relacionados