Canaã dos Carajás

Canaã rejeita adesão ao novo dia “D” de vacinação contra Pólio e Sarampo

Canaã dos Carajás não vai aderir ao novo Dia “D” de vacinação contra poliomielite e sarampo, incentivada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). A informação foi repassada no início da tarde desta quinta-feira (30), pelo Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Canaã dos Carajás.

A justificativa de a “Terra Prometida” não aderir ao cronograma da Sespa ao novo Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo neste sábado, dia 1º de setembro, é que está muito em cima para preparação da logística e mobilização de agentes e comunidade. “Até momento não temos nada planejado. Foi tudo decidido muito em cima e hora e não temos condições de fazer”, explicou Douglas Pacheco.

Canaã ultrapassou a meta para vacinar crianças de 2 a 4 anos de idade com as duas vacinas, mas fica devendo em relação às de um ano de idade. Até ontem, quarta-feira, 29, havia sido vacinadas apenas 47,32% das crianças na primeira faixa etária para Poliomielite. Entre as de 2 anos de idade, o município alcançou 107,27%; de 3 anos foram  107,72%; e as de 4 anos ultrapassou a meta em 104,63%. No total, foram apenas 81%, portanto, não tem a cobertura determinada pelo Ministério da Saúde.

Para Sarampo, Canaã também não foi bem na mesma faixa etária de um ano de idade. Apenas 46% das crianças previstas foram imunizadas; já as de 2 anos a metra foi ultrapassada, com 106%; as 3 anos foram 107,39%; e as de 4 anos foram 103,31% vacinadas. No total, 80% da meta atingida, quando o mínimo deveria ser de 95%.

No Pará, até esta quarta-feira (29), apenas 64% do público alvo havia aderido à imunização, pouco mais da metade da meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é garantir que pelo menos 95% das crianças até os cinco anos de idade recebam as doses das vacinas.

Até o momento, sem previsão de prorrogação, o município deve seguir o calendário inicial do Ministério da Saúde e encerrar nesta sexta-feira (31) a campanha em todas as Unidades Básicas de Saúde.

Público alvo

Segundo recomendação do Ministério da Saúde, a prioridade da campanha são as crianças de um até menores de cinco anos, que são mais vulneráveis às doenças e suas complicações. Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida devem receber a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha.

Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Ainda segundo a Vigilância em Saúde, até o início desta semana, apenas 47% de crianças de um ano haviam sido imunizadas contra Pólio (também conhecida como paralisia infantil), número que não corresponde nem à metade da meta estabelecida;  e cerca de 46% receberam imunização contra o sarampo. A baixa adesão nessa faixa etária atrapalha o município a atingir a meta no público geral, já que nas outras faixas etárias esse público foi ultrapassado. Nas faixas etárias com dois anos a cinco anos, mais de 100% do público alvo previsto já foi imunizado.

Os pais têm das 09h às 12h e das 15h até às 17h desta sexta-feira (31), para levar seus filhos a uma UBS da cidade munidos da caderneta de vacinação.

Deixe seu comentário