Canaã dos Carajás

Canaã dos Carajás ajuda a derrubar em mais de 30% produção industrial do Pará

Essa é a desvantagem de o município e o estado dependerem quase exclusivamente de um único produto: quando a produção cai, cenário vira grande tragédia. IBGE confirma o Blog.

A produção industrial do Pará apresentou a maior queda da história entre todos os locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A divulgação foi feita ontem (11) pelo órgão, que registrou retração de 30,3% em abril, no comparativo com março, e de 31% entre abril deste ano e o mesmo período do ano passado. A razão de tudo isso foi divulgada em verso e prosa pelo Blog do Zé Dudu: a baixa na atividade extrativa de minério de ferro, neste caso particularmente no município de Canaã dos Carajás.

O Blog levantou que a produção de ferro em Canaã despencou de 3,77 milhões de toneladas para 1,82 milhão de toneladas entre março e abril. Isso decorreu de chuvas e por questões de ajustes na produção do projeto S11D, que se encontra em fase de avanço industrial programado, notadamente depois do rompimento da barragem da Mina de Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

No mesmo período, o município de Parauapebas até registrou aumento da produção de minério de ferro — de 4,7 milhões de toneladas para 5,14 milhões de toneladas. Todavia, o crescimento foi insuficiente para compensar a baixa registrada em Canaã. Em nota, o IBGE confirma tudo o que o Blog do Zé Dudu já havia divulgado anteriormente, com base em análises mensais sobre a produção física de minério de ferro.

De acordo com o instituto, o Pará “teve a perda mais intensa no mês, pressionado, em grande parte, pelo comportamento negativo no setor extrativo”. Ainda segundo o órgão, o resultado do estado foi influenciado tanto pela paralisação de plantas produtivas por questões ambientais, em consequência do rompimento da barragem de rejeitos em Brumadinho, quanto pelo intenso volume de chuvas em Carajás. “Esse foi o recuo mais intenso da série histórica”, confirma o IBGE. 

Reviravolta

A queda registrada em abril, entretanto, é algo pontual para Canaã dos Carajás. A produção industrial de maio, cujo resultado será divulgado pelo IBGE na segunda semana de julho, virá mais satisfatório, tendo em vista que Canaã dos Carajás registrou um recorde de produção de minério, superando, inclusive, Parauapebas. O Blog do Zé Dudu deu a notícia em primeira mão aqui <https://www.zedudu.com.br/pela-primeira-vez-canaa-ultrapassa-parauapebas-na-producao-de-minerio-de-ferro/>.

Juntos os dois municípios paraenses assinalaram quase 16,4 milhões de toneladas para a conta do Pará, que ainda tem mais 340 mil toneladas do município de Curionópolis, outro produtor estadual.

Um comentário em “Canaã dos Carajás ajuda a derrubar em mais de 30% produção industrial do Pará

  1. Pingback: Com milhões em royalties, prefeituras do Pará vão ficar podres de ricas logo mais - ZÉ DUDU

Deixe seu comentário