Campanha de sócio-torcedor do Vasco “explode” e coloca o Cruzmaltino no topo do mundo

Em contagem nesta segunda-feira (16), “Sócio Gigante” já possui mais de 184 mil filiados; Campanha já visa os 200 mil sócios
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

O Vasco da Gama está entre os cinco maiores times do mundo – pelo menos em número de sócio-torcedores. A campanha “Associa Vasco”, que ofereceu 50% de desconto nos planos, fez o Gigante da Colina subir de 32 mil membros no dia 27 de novembro para 184 mil nesta segunda-feira (16), de acordo com um contador colocado no site sociogigante.com – um número quase seis vezes maior. O destaque da campanha é o plano popular, que custa apenas R$ 7,98 por mês e causou engajamento massivo do torcedor vascaíno. Nas redes sociais, a campanha quer agora bater a marca dos 200 mil sócios.

Torcida vascaína faz história em menos de um mês

O Vasco costumava ser apenas o oitavo no Brasil em número de sócio-torcedores, e agora ocupa posição de destaque: na Europa fica atrás apenas de Bayern de Munique (293 mil), Benfica (230 mil), Barcelona (222 mil) e Manchester United (189 mil). Se tornou o maior do país após ultrapassar seu maior rival, o Flamengo (139 mil), e o maior do continente após passar o Boca Juniors (140 mil). A torcida cruzmaltina se empolgou com o planejamento vascaíno, que também estruturou um projeto ousado para arrecadação visando construir um Centro de Treinamentos exclusivo do clube carioca em Jacarepaguá. O sucesso da campanha Sócio Gigante já gerou interesse dos patrocinadores do Vasco em aumentar a participação na construção do CT.

Vasco é pioneiro em causas raciais no futebol carioca e brasileiro

Nas redes sociais, torcedores adversários tentaram minimizar o feito da torcida vascaína apontando para o baixo custo do plano popular, que chegou a ter mensalidade de quatro reais no início da campanha, como um “facilitador” da marca histórica. Eduardo Sá, diretor do Sócio Gigante e grande idealizador da campanha, diz que se orgulha de dar a oportunidade de ajudar o Vasco a torcedores de todas as classes sociais, e que 20% do que for arrecadado no plano popular será usado em instituições de caridade. O plano foi batizado de “Camisas Negras”, em alusão à atuação histórica do Vasco contra o racismo no futebol, que vem desde o início do clube. Sá também afirmou que o plano “Caldeirão”, de R$ 24,90 mensais, foi o que recebeu maior adesão, e projetou um crescimento considerável na arrecadação via sócio-torcedor, que era de R$ 1,3 milhão por mês antes da campanha.

Por Juliano Corrêa

Publicidade