Marabá

Bolsonaro vai rebaixar status da Superintendência do Incra em Marabá

Com 512 projetos de assentamentos e o status de maior Superintendência do Incra no País, a sede de Marabá deverá ser aniquilada pelo governo de Jair Bolsonaro. A intenção é rebaixar o status e voltar a ser apenas uma unidade avançada, ficando subordinada à SR de Belém, como era antes do massacre da Curva do S, em Eldorado do Carajás, em 1997.

A informação, veiculada pelo jornalista Maurício Lima nesta quarta-feira, 20, no site da Revista Veja, recebeu centenas de comentários contrários e favoráveis e ainda dezenas de compartilhamentos.

Vários servidores da Superintendência do Incra ouvidos pela Reportagem do Blog confirmam que o clima é de mudança radical no Instituto, que trabalha com 70 mil famílias assentadas e faz a gestão de quatro unidades avançadas localizadas nos municípios de Tucuruí, São Geraldo, São Félix do Xingu e Conceição do Araguaia.

Os funcionários da SR 27, ouvidos pela Reportagem, argumentam que caso essa notícia se confirme por meio de publicação no DOU (Diário Oficial da União), haverá várias implicações, entre as quais maior morosidade na liberação de novos projetos de assentamento, que hoje já demoram um longo tempo para se concretizar. “Estamos apreensivos e acreditamos que essa medida vai mexer muito na relação entre servidores e assentados”, disse outro.

Atualmente, há 138 servidores do Incra trabalhando na Superintendência de Marabá e nas quatro unidades avançadas. Essa medida parece mais provável de acontecer, na avaliação de servidores da SR-27, porque já chegamos na metade do terceiro mês do ano e até agora não foi nomeado um novo superintendente para Marabá. Até agora, quem responde pelo órgão é Valciney Gomes, superintendente substituto.

Lucas Santos se manifestou sobre o assunto. Ele disse concordar em fechar algumas unidades do Incra pelo País, mas não a do sul e sudeste do Pará, onde há um histórico de violência no campo.

Por outro lado, Mauricio Brandalise avalia que o governo deve, sim, fechar todas as superintendências do Incra, que “eram usadas somente para aliciar as pessoas. É a força de manobra do PT. Reforma agrária eles nem sabem o que é”, ironizou.

Um comentário em “Bolsonaro vai rebaixar status da Superintendência do Incra em Marabá

  1. Luis Bacchi Responder

    O INCRA nos governos petistas foi totalmente aparelhado pelo ideário socialista/esquerdista/comunista, fugindo da sua verdadeira finalidade. Portanto, terá que retornar ao caminho virtuoso para o qual foi criado. Falamos de assentamentos sem qualquer viés ideológico.

Deixe seu comentário