Boletim Epidemiológico aponta 122 novos casos e uma morte por Covid-19 em Parauapebas

O município tem 694 casos confirmados e 51 óbitos pela Covid-19. A boa notícia é que 302 pacientes já estão recuperados
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas acaba de divulgar mais um Boletim Epidemiológico sobre o cenário do novo coronavírus no município. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, mesmo com todos os esforços e trabalho sem trégua no combate à propagação da Covid-19 e na luta para salvar vidas, os números de casos positivados no município aumentam diariamente.

Nesta terça-feira (19), foram confirmados 122 novos pacientes infectados, além do anúncio de mais um óbito. A Ascom informa ainda que o número de pessoas que venceram a doença viu um crescimento de mais de 30 desde o último Boletim Epidemiológico, com 302 pacientes recuperados da Covid-19.

A Prefeitura Municipal de Parauapebas lembra que o município está em regime de lockdown, tendo sido decretado o uso obrigatório de máscaras. Evite saídas desnecessárias e mantenha o isolamento social. É importante praticar as orientações do Ministério da Saúde e dos especialistas em relação ao cuidados com a saúde. O distanciamento social é a melhor medida preventiva contra o novo coronavírus.

Óbito

  • Homem de 70 anos. Estava internado na UTI do HGP.

Novos casos

  • Mulher de 29 anos. Isolamento domiciliar.
  • Mulher de 29 anos. Isolamento domiciliar.
  • Mulher de 30 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 32 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 27 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 29 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 26 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 41 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 34 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 40 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 44 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 39 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 46 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 32 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 33 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 46 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 23 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 64 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 42 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 42 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 30 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 47 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 32 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 40 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 28 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 32 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 29 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 38 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 33 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 34 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 29 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 43 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 22 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 38 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 45 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 42 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 40 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 43 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 32 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 26 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 32 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 34 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Criança de 9 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 34 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 40 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 39 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 29 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 39 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 40 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 35 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 46 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 33 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 27 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 30 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 29 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 43 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 26 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 39 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 31 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 33 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 34 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 41 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 45 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 40 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 41 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 41 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 25 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 21 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 30 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 46 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 24 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 37 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 26 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 33 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 22 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Homem de 38 anos. Isolamento domiciliar.
  • Homem de 36 anos. Isolamento domiciliar. 
  • Mulher de 23 anos. Isolamento domiciliar.

Com os novos casos anunciados hoje, Parauapebas tem agora 694 casos confirmados. Destes, 53 pacientes estão internados; 288 pacientes estão em isolamento domiciliar; 302 pacientes foram recuperados e receberam alta; 51 pacientes foram a óbito.

O Boletim afirma ainda que 402 casos foram descartados e outros 61 continuam em investigação.

Pará

A Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) informou que há 17.177 casos confirmados de Covid-19 no Pará, 10.815 casos recuperados, 1.554 óbitos, 135 casos em análise e 4.895 casos descartados. A atualização ocorreu às 19h18 de 19.05.2020.

Brasil

O número de mortes pelo novo coronavírus no país chegou a 17.971 nesta terça-feira, com 1.179 novos óbitos registrados nas últimas 24 horas, número que supera o recorde anterior registrado em 12 de maio, quando 881 mortes foram notificadas.

Já o número de pessoas diagnosticadas com Covid-19 no Brasil subiu para 271.628. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na noite desta terça-feira. No último balanço do governo, na segunda-feira, o total de infectados chegava a 254.220, com 16.792 mortes confirmadas.

Os estados com mais casos foram São Paulo com 65.995, Ceará com 28.112, Rio de Janeiro com 27.805, Amazonas com 22.132 e Pernambuco com 21.242.

Em relação ao número de óbitos, o estado com mais mortes também foi São Paulo (5.147), seguido de Rio de Janeiro (3.079), Ceará (1.856), Pernambuco (1.741), e Pará (1.519).

Publicidade