Brasil

Belo Monte assume liderança na geração de energia hidrelétrica 100% brasileira

Brasília – Presidente da Subcomissão de Acompanhamento das Obras de Belo Monte, no Senado Federal, o senador Zequinha Marinho (PSC-PA) participou, na quarta-feira (17), da cerimônia que acionou oficialmente a 14ª turbina da Usina Hidrelétrica de Belo Monte (UHC de Belo Monte), em Altamira, no sudoeste paraense. Em operação comercial desde o mês passado, a 15ª turbina – de um total de 20 – também já está em testes, superando com folga a conterrânea (UHC) de Tucuruí, como maior geradora de energia hidrelétrica, de capital genuinamente nacional do País.

Marinho viajou a convite, no jato da FAB, do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque; do diretor da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro, e demais autoridades. A nova turbina já garante à Belo Monte o título de maior geradora 100% brasileira. São lançados ao Sistema Interligado Nacional (SIN) 8,7 mil megawatts (MW) de energia.

Até o final do ano, serão 18 turbinas, com uma capacidade instalada para gerar 11.233,1 MW. Cada turbina gera 611 MW. Para se ter uma ideia, Angra 1 tem capacidade para gerar 640 MW. “É como se Belo Monte representasse 18 usinas do tipo Angra 1, que é nuclear”, comparou o presidente da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro, que confirmou que a 15ª turbina já está em fase de teste para que no próximo mês possa começar sua operação comercial.

O Brasil possui a matriz energética mais limpa e renovável do planeta, e a UHC Belo Monte, instalada no rio Xingu, no Pará, contribui para este resultado. Com capacidade instalada de 11.233,1 MW e quantidade média de geração de energia de 4.571 MW, Belo Monte se firma como a maior hidrelétrica 100% brasileira.

Com a produção firme de energia, o Brasil se prepara para a retomada do crescimento econômico e entra numa nova fase de desenvolvimento, afastando o fantasma do apagão.

Fonte: Com informações da ASCOM – Gabinete do Senador Zequinha Marinho (PSC-PA).

Val-André Mutran – É correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

Deixe seu comentário