Parauapebas

Bafômetros serão estreados no carnaval de Parauapebas

Vamos trabalhar com panfletos, outdoors, nas redes sociais, para que as pessoas não sejam imprudentes no trânsito, principalmente quanto ao álcool.

No carnaval de Parauapebas deste ano, um temido aparelho por quem insiste em beber e dirigir promete uma desagradável e necessária surpresa: o bafômetro, que pela primeira vez será usado durante os dias de muita folia pelo Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT).

E é bom mesmo ter cuidado e não dirigir alcoolizado. Mesmo quem se recusar a fazer o teste diante de sinais de embriaguez vai pagar multa de R$ 2.934,70, com possibilidade de suspensão da habilitação por 12 meses e retenção do veículo já que a recusa é considerada uma infração gravíssima. “Se (o condutor) se recusar, conforme resolução do Contran, vai ser feita a lavratura do auto de infração e, conforme o grau de embriaguez, vai ser conduzido à Polícia Civil”, avisa o novo diretor do DMTT, João Monteiro, que assumiu o cargo este mês.

Os bafômetros chegaram a Parauapebas no início deste ano para serem usados nas operações da Lei Seca, que agora em 2019 completou 11 anos. E em eventos como o carnaval os cuidados são redobrados pelos órgãos de trânsito. Como tem sido de praxe em Parauapebas, neste período o DMTT fará campanhas educativas para que as pessoas não dirijam depois de beber.

“Vamos trabalhar com panfletos, outdoors, nas redes sociais, para que as pessoas não sejam imprudentes no trânsito, principalmente quanto ao álcool. Que brinquem, se divirtam, mas que voltem para suas residências, para suas famílias, sãs e salvas. Isso vai depender da colaboração de todos para que esse carnaval não tenha acidente ou que o número de acidentes seja insignificante”, conclama João Monteiro.

O diretor do DMTT também espera compreensão dos condutores em relação às vias que serão interditadas durante o carnaval, que oficialmente começará em 1º de março, com a entrega da chave da cidade ao Rei Momo em noite de festa no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC).

João Monteiro adianta que, a partir das 16 horas, serão interditadas a PA-275 nos cruzamentos com as ruas 10 e 5 e no cruzamento da “E” com a 10. As vias ao entorno também serão interditadas. O horário ainda será analisado pelo DMTT. “Até pedimos agora para que a população que tenha interesse em acessar a Cidade Nova, bairro Primavera, a Floresta Nacional de Carajás que nesse período do carnaval procure a rua A”, sugere o diretor do Departamento de Trânsito, acrescentando que a rua A pode ser acessada pela rua 11. “Quem vem no sentido do Liberdade ou vem pela PA já pega ali a rua 10, que será aberta ao público”.

A polêmica dos radares

Reclamar dos radares e até sugerir que sejam retirados das ruas porque estariam multando excessivamente não vai adiantar. “Os radares reduzem a quantidade de acidentes em praticamente 100%”, defende João Monteiro. “Se tivemos uma ocorrência durante a instalação dos radares é muito”, afirma ele, para observar que a adoção de equipamentos eletrônicos para controlar a velocidade dos veículos é uma realidade em todo mundo com tendência de seu uso aumentar ainda mais.

“É um sistema eletrônico que está vindo como uma avalanche mundo afora. Parauapebas é uma cidade grande, promissora, então temos que já preparar a cidade para que as pessoas sejam educadas a essa nova tecnologia, que é a fiscalização eletrônica”, diz Monteiro, para quem as lombadas, além de não resolverem o problema de velocidade nas ruas, ainda podem causar acidentes principalmente para motociclistas.

Deixe seu comentário