Aumento salarial para Polícia Federal gera reação em cadeia e altos funcionários da Receita Federal entregaram seus cargos

Até agora o Sindifisco registrou que 324 delegados e chefes de divisão pediram exoneração em dez estados
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Bolsonaro pediu ao relator do Orçamento o aumento apenas de servidores da Polícia Federal

Continua depois da publicidade

Brasília – Como o Blog havia alertado que poderia acontecer, um dia após a aprovação do Orçamento da União de 2022 pelo Congresso Nacional, houve uma reação em cadeia de altos funcionários da Receita Federal que entregaram os cargos por descumprimento do acordo que estava estabelecido com o Ministério da Economia que acertou conceder o pagamento de uma gratificação associada à produtividade, o que acabou não sendo incluído no orçamento.

A retaliação foi quase que imediata. Segundo o Sindicato Nacional dos Auditores (Sindifisco), foram registados 500 pedidos e confirmados, 324 delegados e chefes de divisão que pediram exoneração de seus cargos em dez estados. Ao abir mão dos cargos de chefia, os servidores continuam com seus empregos, uma vez que são concursados.

Com o gesto de protesto, a Receita Federal nesses estados fica acéfala e o efeito é ainda mais impactante porque diante do número de demissionários e na semana das festas de fim do ano, é humanamente impossível convocar todos os substitutos imediatos para assumir as funções.

Quase 100% do funcionalismo público federal não sabe o que é aumento de salários há cinco anos. No caso específico da Receita Federal, os cortes nos recursos previstos para o Ministério da Economia em 2022 derrubaram o acordo do pagamento de uma gratificação associada à produtividade.

O dinheiro que iria para a pasta da Economia poderá ser usado para viabilizar o reajuste de policiais federais, pedido expresso do presidente Jair Bolsonaro (PL), atendido pelo relatar-geral do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ).

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

%d blogueiros gostam disto: