Apae Marabá presta contas de emendas destinadas por vereadores

A diretora da entidade detalhou em que foi empregado cada centavo destinado, por meio de emendas impositivas, à Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Marabá
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

A sessão desta terça-feira (27) da Câmara Municipal de Marabá teve a presença da diretora da Apae (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), Maria do Socorro Cavalcante. Acompanhada de alunos e profissionais da entidade, ela solicitou espaço para prestar contas, aos integrantes do Legislativo Municipal, das verbas de emendas destinadas à instituição.

Em 2018, a Apae recebeu R$ 166.223,00 de emendas impositivas, destinadas pelos vereadores Cristina Mutran (MDB), Alécio Stringari (PSB), Miguel Gomes Filho (PP), Edinaldo Machado (PSC), Ronisteu Araújo (PTB), Ilker Moraes (PHS) e Irismar Melo (PR).

A presidente da Apae relatou que, com o recurso, todas as salas de aula foram climatizadas, assim como os laboratórios de Informática, e disse ainda que todas as salas estão também informatizadas.

Ainda com essa verba será possível a construção de mais três salas de reabilitação. “Não tem mais espaços físicos para atender à demanda, que cresce gradativamente todos os meses”, explicou Socorro.

“No ano passado, quando estivemos nesta Casa, tínhamos um valor insuficiente para a compra de equipamentos. Como fomos contemplados, isso já melhorou muito os atendimentos e estamos aguardando ainda o repasse da prefeitura para a construção”, detalhou a presidente da Apae Marabá, que hoje atende a 550 alunos, “já caminhando para os 600 e com uma grande fila de espera”.

Com uma despesa mensal que oscila entre R$ 90 mil e R$ 100 mil, com a manutenção da escola e pagamento da folha, a Apae conta com a ajuda da prefeitura, que contribui com a cessão de servidores que trabalham na instituição, mas sem ônus para a Apae.

As emendas impositivas para 2019, somaram R$ 265 mil e esse dinheiro será empregado na compra de uma van, haja vista que a Kombi há 12 anos serve a entidade, “já está andando de bengala”.

A van, com capacidade de 16 a 20 pessoas, será utilizada e adaptada para o transporte de cadeirantes que moram em locais distantes, além de ser dotada de ar-condicionado e outros recursos. 

Essas emendas foram destinadas por 16 dos 21 vereadores da CMM: Mariozan Quintão (Cidadnia), R$ 5 mil; Beto Miranda (PSDB), R$ 10 mil; Cabo Rodrigo (PRB), R$ 10 mil; Gilson Dias (PC do B), R$ 10 mil; Marcelo Alves (PT), R$ 10 mil; Cristina Mutran (MDB), R$ 10 mil; Irismar Melo (PP), R$ 20 mil; Alécio Stringari (PSB), R$ 20 mil; Miguelito (PP), R$ 20 mil; Edinaldo Machado (PSC), R$ 20 mil; Ilker Moraes (PHS), R$ 20 mil; Pedro Correa Lima (PTB), R$ 20 mil; Pastor Ronisteu (PTB), R$ 20 mil; Priscila Veloso (PTB), R$ 20 mil; Ray Athie (PC do B), R$ 10 mil; e Frank da 28 (PSB), R$ 40 mil.

Acompanharam Socorro Cavalcante o pastor Vilmar Carvalho da Silva, da Igreja Cristã Portas Abertas, representante dos pais da Apae, e Francisco Ferreira Santana, autodefensor da Apae, que também se pronunciaram sobre a entidade e a respeito da parceria dos vereadores.

Socorro avalia que os representantes do Legislativo compreendem as necessidades da Apae, visitam a entidade, veem de perto o trabalho ali desenvolvido e ajudam com a ferramenta da qual dispõem.

Além dessa prestação de contas, pública, pelo transcurso da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, ela prometeu enviar as prestações de contas à Presidência da Câmara Municipal.

SERVIÇO

Quem quiser ajudar a Apae Marabá pode fazer contato pelos telefones (94) 98133-0106 e 3222-8315.

Por Eleuterio Gomes – de Marabá

Publicidade

Relacionados