Amigos de jovem assassinada em Parauapebas prestam homenagem na Câmara Municipal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Representantes da Pastoral da Juventude usaram a Tribuna da Câmara para prestar homenagemAntes de iniciar a sessão ordinária da Câmara Municipal de Parauapebas, na última terça-feira (22), o presidente da Casa de Leis, Ivanaldo Braz (SDD), concedeu a palavra a amigos da jovem Lorena Lima, 24 anos, que foi brutalmente assassinada com golpes de machado no domingo (20), na casa da mãe dela, no Bairro Altamira. Lorena, que era candidata a conselheira tutelar, também fazia parte da Pastoral da Juventude, integrava o Conselho Municipal da Juventude (Comjup) e contribuía com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Amigos de Lorena, que também fazem parte da Pastoral da Juventude, usaram a tribuna da Câmara Municipal para homenageá-la e pedir justiça.

A coordenadora da Campanha “Juventude quer Viver”, Elinete Fernandes, apresentou um breve relato da vida de Lorena. Informou que ela nasceu em Parauapebas e desde criança participava dos movimentos sociais na igreja. “Mulher, negra, mãe solteira, foi vítima de um mal que ela lutava para combater”, lamentou.

Elinete Fernandes também questionou: “Até quando ficaremos calados diante da morte? Quantas Lorenas iremos enterrar? Quantos sonhos serão interrompidos? Chega de violência e extermínio de jovens! Lorena vive presente em nossas vidas e em nossas lutas!”.

Protesto realizado em meio ao público da Sessão

Após o uso da tribuna, membros da Pastoral, Levante Popular da Juventude e do Comjup fizeram uma encenação no plenário da Câmara, em meio ao público, protestando contra a violência de que são vítimas as minorias étnicas, religiosas e sexuais, enfatizando o direito à vida. (ASCOM CMP)

Publicidade