Alexandre Zucatelli é eleito presidente da PanAmazônia

Marabaense tem a missão de promover o ideal da integração e cooperação pan-amazônicas como instrumento para o desenvolvimento regional
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Os associados da PanAmazônia reuniram-se em Assembleia Geral e elegeram, por aclamação, o empresário Alexandre Zucatelli para a Presidência do Conselho Diretor da Associação para o biênio que se inicia em 1º de abril de 2021. Foi reconduzido ao cargo de Vice-Presidente o empresário Jonathan Benchimol. Na Diretoria Executiva, permanece Belisário Arce.

Alexandre Zucatelli é natural de Marabá – PA, onde trabalhou durante 17 anos no Grupo Zucatelli, um dos maiores conglomerados empresariais da região Norte. Atuando como Diretor Executivo, administrou as empresas do ramo automotivo do Grupo em seis estados da Amazônia e do Nordeste. Atualmente está à frente da concessionária Hyundai em Manaus.

Como Presidente do Conselho Diretor da Pan-Amazônia, Alexandre Zucatelli espera poder contribuir para fortalecer a atuação da Associação em toda a Amazônia. Para tanto, vislumbra aumentar a rede de empresários em favor da defesa do desenvolvimento econômico. A prioridade, portanto, será promover o ingresso de novas empresas associadas, assim como aumentar o relacionamento com entidades de classe, além de criar alianças com os setores comercias, industriais e ruralistas da Amazônia.

Desde a fundação, em 2010, a Associação PanAmazônia vem se esforçando para criar uma grande rede de empresários em todos os estados da Amazônia brasileira e dos países vizinhos para promover ações contra o engessamento produtivo da região e em favor da prosperidade econômica das sociedades amazônicas, dentro do escopo do liberalismo.

Nesse sentido, afirma Zucatelli, “todos nossos esforços são desprendidos para promover o ideal do desenvolvimento econômico da Amazônia, assim como de uma agenda liberal, com foco no investimento privado, na desburocratização, na revisão de legislação ambiental excessiva, e na criação de um ambiente favorável e atrativo para negócios”.

A PanAmazônia funciona com uma Diretoria Executiva sediada em Manaus e Comitês (Mesas Pan-amazônicas) nos demais estados e países da Amazônia, recorrendo à sua rede de associados empresariais para ter a sinergia necessária à implementação de seus objetivos institucionais e atividades.

Informações gerais sobre a PanAmazônia 

O que é?

É uma organização não governamental, com sede em Manaus, com a missão de promover o ideal da integração e cooperação pan-amazônicas como instrumento para o desenvolvimento regional.

Como funciona?

Opera como uma rede que une indivíduos, instituições e empresas da Amazônia continental (nove estados da Amazônia brasileira, mais Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, e Venezuela), todos comprometidos com o ideal de fortalecer a Amazônia por meio do estreitamento de laços e de intercâmbios em diversas áreas.

Como é implementado o objetivo institucional?

Por meio de atividades que envolvam participantes dos nove estados da Amazônia brasileira e dos oito países da Amazônia continental. Para tanto, realizamos seminários, palestras, cursos, publicamos livros, organizamos exposições artísticas, e concedemos prêmios honoríficos a pessoas e organizações amazônicas de destaque (ex.: Medalha Grandes Amazônidas, e Prêmio Pan-amazônico de Excelência Educacional).

Qual o maior resultado alcançado?

São dois. O primeiro é tornar as temáticas pan-amazônicas conhecidas dos formadores de opinião e do público em geral. O segundo é a construção de uma verdadeira rede pan-amazônica, que permite realizar muitas ações com mínimos recursos e máximos resultados.

Como são financiadas as atividades?

A Associação PanAmazônia não recorre a recursos públicos, financiando sua atuação apenas com contribuições dos associados, com a venda de livros que edita e publica, e com patrocínios de empresas privadas.