Advogado do Pará é condenado a 16 anos por pedofilia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O advogado Heitor Barbosa Hatherly Filho foi condenado a 16 anos e quatro meses de reclusão por crime contra a dignidade sexual de duas meninas, em julho de 2002, em Belém. Ele vai aguardar o julgamento de recurso em liberdade, já que possui nível superior.

AS vítimas, que na época do crime possuíam 6 e 8 anos de idade, moravam no mesmo condomínio que Heitor, no residencial Norte Brasileiro, localizado no bairro de São Brás, em Belém. O caso foi denunciado pela CPI da Pedofilia, que pediu o indiciamento do acusado e o encaminhou para o Tribunal.

O réu confessou, em depoimento na justiça, ter cometido o crime. Durante o processo, foram ouvidas, além das vítimas, as responsáveis pelas meninas. A juíza, Drª Maria das Graças Alfaia, titular da Vara de Crimes contra crianças e adolescentes de Belém, considerou que não identificou nenhum elemento apontando para as vítimas e suas mães de estarem “incriminando falsamente alguém que saibam ser inocente”. A juíza ressaltou que as depoentes se mostraram firmes e coerentes, caracterizando como “provas suficientes para embasar um decreto condenatório”, completou.

Fonte: O Globo

[ad code=2 align=center]

Publicidade