Acusado de estupro é surrado por populares e preso em flagrante pela Polícia Militar

A mãe de uma criança de cinco anos flagrou o homem com os órgãos genitais expostos e com a filha dela no colo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Elilson Jhon Bezerra da Silva

Continua depois da publicidade

Uma guarnição do Grupo Tático Operacional (GTO), do 23° Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas, apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, por volta das 11h30 desta segunda-feira (2), Elilson Jhon Bezerra da Silva. Ele é acusado de estupro de vulnerável, tendo como vítima uma criança de cinco anos de idade. Segundo a polícia, o caso ocorreu na Rua Tancredo Neves, Bairro Rio Verde. Além da vítima e do acusado, duas testemunhas também foram levadas pela guarnição para a Delegacia de Polícia Civil.

De acordo com informações dos militares, a guarnição foi comunicada pelo Centro de Controle Operacional (CCO) sobre um crime de estupro de vulnerável. A equipe se deslocou até o local, onde o pai da criança segurava Elilson Jhon, acusado de mostrar as partes íntimas para a menina.

Os policiais também constataram que o acusado, que exalava forte cheiro de bebida alcoólica, tinha hematomas no rosto e uma lesão em um dos dedos do pé direito, resultado de surra aplicada por populares.

De acordo com a denúncia feita pela mãe da criança aos policiais, Elilson Jhon chamou a menina para ensiná-la a fazer um coração de papel, mas a mulher não deixou. Porém, em um momento de descuido, ela se dirigiu à casa do acusado.

Quando a mãe procurou a filha, a encontrou no colo do homem, que estava com as partes genitais expostas. Ela saiu gritando, chamando o marido e ligou para a PM. Os policiais levaram o acusado ao Hospital Municipal, onde ele recebeu curativos. Em seguida, o conduziram para a Polícia Civil. (Caetano Silva)