Abuso sexual de crianças e adolescentes aumenta durante pandemia em Canaã dos Carajás

CMDCA alerta para denúncias no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nesta segunda-feira, 18, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data foi criada com o objetivo de sensibilizar, informar e convocar a sociedade para denunciar esses crimes. Em Canaã dos Carajás, dados do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) revelam que aumentou o número de abuso sexual neste período de pandemia da covid-19 (coronavírus).

No mês de março, quando o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus aumentou no Brasil, também foi dado início a campanha de isolamento social. Foi nesse mesmo mês, que o CMDCA de Canaã registrou um aumento de 350% de casos de abuso sexual infantil, comparado ao mesmo período de 2019. O número saltou de 2 para 7 casos registrados em 2020.

A presidente do CMDCA de Canaã, Euricelia Duarte Moreira, alerta para o crescimento de abusos sexuais durante o isolamento social. “Os casos aumentaram muito. As crianças estão mais vulneráveis neste período de quarentena. Portanto, é necessário ficar atento ao comportamento das crianças”, enfatizou Euricelia.

Na maioria das vezes, a criança dá sinais de que é vítima de abuso sexual infantil. Essa mudança pode ser no padrão de comportamento da criança, como alterações de humor entre retraimento e extroversão, agressividade repentina, vergonha excessiva, medo ou pânico. Essa alteração costuma ocorrer de maneira imediata e inesperada. Em algumas situações a mudança de comportamento é em relação a uma pessoa ou a uma atividade em específico.

Euricelia Duarte explica que, normalmente, as crianças evitam falar sobre o assunto porque muitas vezes não compreendem o que está acontecendo. “A maioria das crianças ficam sem saber como reagir. Em geral, elas fingem ignorar o fato e sofrem, muitas vezes, anos caladas. E lamentavelmente, quando o fato é revelado, muitas ainda têm que enfrentar o descrédito da própria família e da sociedade, o que as dilacera ainda mais por dentro”, lamentou Euricelia.

Todo ano, o Conselho realiza uma caminhada nesta data, mas por causa da pandemia, a campanha está sendo feita pelas redes sociais e divulgações em carro de som, faixas e outdoors. Com o tema “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes. Denuncie”, o Conselho Tutelar de Canaã tem divulgado o telefone para denuncias: (94) 99150-4513.

CMDCA

O órgão é responsável por propor, deliberar e controlar políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes biênio 2019-2021. O Conselho é formado por 11 representantes, sendo 7 pessoas do governo municipal e 4 da sociedade civil. A Sala do Conselho da Criança e Adolescente fica dentro da Secretaria de Municipal de Assistência Social e as reuniões para deliberação são realizadas uma vez por semana.

De acordo com o CMDCA, os abusos sexuais em Canaã lideram os casos de violência contra a criança e o adolescente. Crimes cometidos, muitas vezes, dentro da própria casa da vítima. A partir da denúncia, a criança é encaminhada para atendimento médico e a família é orientada a registrar um Boletim de Ocorrência na Delegacia da Polícia Civil. O Ministério Público Estadual é informado sobre a denúncia e o caso é encaminhado ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que é uma unidade pública da política de Assistência Social onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados.

“Que nós possamos estar mais atentos e denunciar. Não se calar diante de um crime contra as nossas crianças e adolescentes, que muitas vezes ficam marcadas pelo resto da vida”, destaca Euricelia.

Serviço

Conselho Tutelar de Canaã

Disk Denúncia: (94) 99150-4513

Publicidade