Xinguara: Juiz é investigado pelo Conselho Nacional de Justiça

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

juizO juiz Admilson Gomes Pereira (foto), da 1ª Vara Tribunal de Justiça do Estado do Pará em Xinguara, será investigado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que decidiu abrir nesta terça-feira (7) um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar a sua conduta. Segundo o CNJ, o magistrado teria recebido dinheiro em troca de decisões judiciais. O Conselho determinou o afastamento do juiz. O TJE disse em nota que aguarda notificação por parte do Conselho Nacional de Justiça para tomar as medidas cabíveis.

A reclamação contra o juiz foi aberta após correição feita pela Corregedoria Nacional de Justiça em maio de 2014. De acordo com o CNJ, existem indícios de que Admilson Pereira teria recebido de R$ 70 mil em 17 de março deste, no mesmo dia em que ele revogou a prisão preventiva de um empresário acusado de ser o mandante de um assassinato ocorrido em outubro do ano passado.

A relatora do processo, ministra Nancy Andrigui, votou favoravelmente à abertura do PAD. O voto da relatora foi seguido por todos os conselheiros, com exceção de Gilberto Martins, que se declarou impedido de votar.

Segundo a corregedoria, além da suspeita de venda de sentenças, o juiz teria cometido outras infrações, como envolvimento com partidos políticos, falta de imparcialidade nas sentenças, morosidade processual, tratamento desigual das partes e repasse de informações sigilosas de processos. (G1-PA)

Publicidade

Posts relacionados