Vale reforça parceria com a Prefeitura de Parauapebas com investimentos sociais que somam mais de 10 milhões de reais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Por meio do primeiro acordo, o Abrigo Esperança, que atua na proteção de crianças e adolescentes, será ampliado; o projeto Pipa, que atende crianças em situação de risco social receberá novas oficinas e o Sine será dotado de novos equipamentos. Também, a Prefeitura passará a contar com duas vans equipadas para prestação de serviços socioassistenciais e o município passará a ter um Centro de Gestão Ambiental (CGA). Já por meio do segundo convênio, a Vale doará R$ 3 milhões para construção de escola, que atenderá a mais de 1.200 alunos. A estimativa é de que, durante a fase de obras, as construções do CGA, da escola e a reforma do abrigo gerem cerca de 300 novos empregos no município.

O primeiro convênio conta com investimentos na ordem de R$ 7 milhões e fazem parte de contrapartida da Vale referente à instalação do Ramal Ferroviário. As ações foram definidas de forma participativa com a Prefeitura através de um Grupo de Trabalho (GT) formado por representantes de secretarias municipais e da empresa e atendem ao programa de Fortalecimento Institucional, condicionante ambiental do Projeto.

As obras somam-se a outros investimentos realizados no município com recursos do projeto, como a construção da rodovia Faruk Salmen na ordem de R$ 23 milhões e a destinação de mais R$ 20 milhões para a implantação de um campus da Universidade Estadual do Pará no município. Com as obras, o objetivo é contribuir com a Prefeitura, no objetivo de melhorar os serviços públicos nas áreas de meio ambiente, assistência social, educação e proteção dos direitos da infância e da juventude.

O segundo convênio envolve a doação de recursos para a construção da escola Nelson Mandela, no bairro Tropical, no montante de mais de R$ 3 milhões. Além dos investimentos sociais, por meio da operação da Vale em Parauapebas, foram gerados, cerca de R$ 749 milhões nos últimos 3 anos, que favorecem o desenvolvimento do município. Os recursos referem-se à repasses da CFEM (Compensação Financeira pela Exploração Mineral) e ISS (Imposto sobre Serviços).

Publicidade