Usuários do Windows 10 na expectativa após anúncio da Microsoft

CEO da Microsoft antecipou que atualização do Windows será uma das mais significativas da década
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
CEO da Microsoft, o indiano Satya Nadella, anunciou mudanças significativas no Windows 10

Continua depois da publicidade

Brasília – Na abertura da “Microsoft Build 2021”, conferência anual da Microsoft para desenvolvedores na terça-feira (25). O CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou que os detalhes sobre a “próxima geração” do sistema operacional Windows serão anunciados “em breve” pela companhia, gerando uma grande expectativa do público.

As novidades da companhia podem ser acompanhadas até a quinta-feira (27) totalmente on-line, em um evento que também visa destacar os clientes da empresa e demonstrar cases de ferramentas.

“Nossa promessa para você é a seguinte: criaremos mais oportunidades para todos os desenvolvedores do Windows e daremos boas-vindas a todos os criadores que procuram a plataforma mais inovadora, nova e aberta para construir, distribuir e monetizar aplicações. Estamos ansiosos para compartilhar tudo isso em breve”, afirmou o executivo que sucedeu o lendário Bill Gates a frente da maior companhia de software do mundo.

O indiano Satya Nadella disse ainda já estar testando pessoalmente a próxima versão do sistema operacional da empresa “há meses”. Nenhum detalhe sobre a atualização será revelado nesta edição do Build, no entanto.

A expectativa é que a próxima atualização do Windows seja a mais ostensiva da década, incluindo mudanças na interface e design do sistema operacional o que gerou ansiedade na comunidade de desenvolvedora de aplicativos e soluções que utilizam a plataforma — aumentando de imediato o valor das ações da empresa na Bolsa Nasdaq, de empresas de tecnologia no pregão da terça, em Nova Iorque.

Azure

A plataforma Azure tem um grande destaque no evento. A companhia apresentou atualizações de machine learning, melhorias nos aplicativos do Azure (Cloud, Data) e ferramentas de desenvolvimento e DevOps. Também são apresentadas atualizações de nuvem híbrida e Multicloud, além de atualizações de segurança no Azure IoT para Windows e Linux.

Scott Guthrie, vice-presidente executivo de Cloud e AI Group na Microsoft, ressalta que os desenvolvedores “nunca foram tão importantes para o mundo”, relacionando a pandemia de coronavírus. O executivo diz que eles “têm sido essenciais para ajudar as empresas em todos os setores e pessoas em todos os lugares.”

“Em todo o evento Microsoft Build 2021, muitos de nossos clientes compartilharão como estão transformando e reimaginando digitalmente como se relacionam com seus funcionários e clientes com a nuvem da Microsoft”, disse Guthrie. A companhia também deve apresentar novidades do Microsoft Cloud e Developer Tooling, acrescentou.

Este é o segundo ano em que a Microsoft realiza a sua conferência totalmente online em decorrência da Covid-19. A conferência também traz novidades sobre o Microsoft 365, Windows e ferramentas de identidade e segurança em nuvem.

A Build 2021 pode ser acompanhada pela página oficial do evento.

Mudanças no carro-chefe da empresa

Algumas mudanças no carro-chefe da empresa, o Windows 10, já haviam sido anunciadas e inclui uma atualização para ícones do sistema, como programas que permanecem com o mesmo visual desde o Windows 95. Melhorias na interface de áudio Bluetooth e a adição do Auto HDR, disponível no Xbox, também estão no pacote.

Mudanças também serão implementadas na loja de aplicativos do Windows, que deve se tornar mais aberta para o ecossistema. Uma das possibilidades, apontam rumores, é que a comercialização de aplicativos de terceiros será liberada — atendendo antiga reinvindicação de desenvolvedores mundo afora.

A atualização para a “nova cara” e funcionalidades do Windows 10, serão gratuitas, naturalmente para os usuários que utilizam o sistema com uma licença comprada da empresa.

Um mecanismo de programação altamente sofisticado impedirá a implementação das mudanças em softwares de copias piratas.

Descontinuidade

Na semana passada, a Microsoft confirmou que descontinuará o projeto do Windows 10X. Originalmente desenhado como um sistema para dispositivos de duas telas, o software acabou sendo transformado em um potencial concorrente do Chrome OS. Seu projeto, no entanto, acabou cancelado para que a empresa pudesse focar nas atualizações vindouras do Windows 10 que promete ser um marco da computação.

Reportagem: Val-André Mutran – Correspondente do Blog do Zé Dudu em Brasília.

Publicidade

Posts relacionados