Universitários do Pará vindos do Paraguai ficam em quarentena em escola de Tucumã

As universidades daquele país cancelaram as aulas presenciais e os acadêmicos paraenses voltaram para casa. Eles assistirão as aulas on-line
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Momento da abordagem do ônibus por viatura da Polícia Militar

Continua depois da publicidade

Autoridades sanitárias e policiais civis e militares, que atuam na barreira sanitária conjunta dos municípios de Ourilândia do Norte e Tucumã, seguiram, na tarde de ontem domingo (19), os protocolos de segurança do Ministério da Saúde e encaminharam para quarentena cerca de 50 universitários do Pará que retornavam do Paraguai em um ônibus, com destino a Tucumã e São Félix do Xingu.

Todos acadêmicos de medicina, eles retornaram do Paraguai por meio de um processo de repatriação, organizado pelos pais dos estudantes e coordenado pelo ex-vereador e pastor Gildásio Julião, pai de um dos universitários.

Autoridades sanitárias em Ourilândia do Norte examinam os universitários paraenses

As universidades do Paraguai passaram a ministrar as aulas on-line, devido à pandemia da covid-19 (coronavírus). Por esse motivo, vários pais estão trazendo seus filhos de volta pra casa.

O ônibus, alugado pelas famílias, com apoio das prefeituras de Tucumã e de São Félix do Xingu, chegou na tarde de domingo em Ourilândia do Norte, momento em que as autoridades sanitárias determinaram a aplicação dos protocolos do Ministério da Saúde de prevenção à covid-19.

Desta forma o veículo, com os universitários, foi encaminhado para a Escola Estadual de Ensino Médio “Thiago Gonçalves de Souza”, em Tucumã, acompanhado por forte escolta policial e por profissionais da saúde. Na entrada, houve a medição da temperatura corporal de todos os estudantes.

Durante a quarentena, que deve durar 14 dias, eles receberão o apoio da prefeitura local com alimentação e estrutura necessária para que possam estudar pela Internet. Além disso, profissionais de saúde e policiais militares permanecerão monitorando o local durante esse período.

Publicidade