Um jovem executado a tiros e outro baleado em Parauapebas

O rapaz, de 24 anos de idade, teria sido assassinado por engano, uma vez que o alvo seria o jovem que estava na companhia dele
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O caso aconteceu por volta das 17h30, de ontem, quarta-feira (12), na Rua 79, Bairro Jardim Canadá. Dois homens, em uma motocicleta Honda Biz, cor preta, se aproximaram de dos jovens, que conversavam na porta de uma casa, na esquina da Rua 118. O da garupa sacou de uma arma efetuando vários disparos atingindo Wellington Sousa Ferreira, 24 anos, e Matheus Oliveira dos Santos, 20. O primeiro foi socorrido por uma ambulância do Samu, mas morreu a caminho do Hospital Municipal de Parauapebas (HMP). O outro, foi ferido de raspão no nariz.

Informações que ainda estão sendo apuradas pela Polícia Civil dão conta de que Matheus Oliveira, que atualmente mora em Conceição do Araguaia, estava na cidade visitando uma tia dele. Minutos antes do crime, ele recebeu uma mensagem de sua ex-namorada, dizendo que queria vê-lo. O rapaz, então, passou sua localização para ela.

Passados alguns minutos, ao sair para a calçada onde esperava a ex-namorada, Matheus passou a conversar com Wellington, a quem não conhecia e que morava ao lado da casa da tia dele.

Em depoimento para a Polícia Civil, Matheus dos Santos confirmou as informações e disse que, ao ver Wellington Ferreira fumando um cigarro, se aproximou dele e lhe pediu um “trago”.

Naquele instante, ainda conforme o depoimento, eles foram surpreendidos pelos desconhecidos que, armados, disseram que era um assalto, exigindo que lhes entregassem os celulares. Porém, no segundo seguinte, o indivíduo da garupa disparou várias vezes contra Wellington, enquanto Matheus fugiu correndo. Ele chegou a ser perseguido pelos matadores, levou um tiro que lhe acertou de raspão o nariz, e não morreu porque a munição dos pistoleiros acabou e eles foram embora.

Para a Polícia Civil, há uma hipótese que pode explicar o crime, mas ainda está sendo investigada: Wellington Sousa foi executado por engano, uma vez que o alvo seria Matheus dos Santos. E o motivo pode ter sido a guerra entre as facções criminosas que atuam na cidade.

(Caetano Silva)

Publicidade