PF fecha garimpos ilegais e apreende maquinários em Cumaru do Norte

A ação fez parte da Operação “Cangaia Gold", deflagrada nesta quarta-feira (12), para combater extração ilegal de minério e trabalho análogo à escravidão. Ao todo, 20 pessoas foram resgatadas trabalhando nos garimpos clandestinos
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Maquinários foram apreendidos e garimpos fechados pela PF

Continua depois da publicidade

Em uma operação deflagrada nesta quarta-feira (12), a Polícia Federal (PF) fechou garimpos ilegais, apreendeu maquinários usados na extração de minério e resgatou 20 trabalhadores que viviam em situação análoga à escravidão. A operação, batizada “Cangaia Gold”, foi realizada no município de Cumaru do Norte, no sul do Pará.

Segundo a PF, 40 agentes federais cumpriram três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Subseção Judiciária da Justiça Federal de Redenção, em áreas de garimpo de Cumaru do Norte. A operação também contou com a participação de Procuradores da República, Procuradores do Trabalho e Auditores Fiscais do Trabalho.

Ainda de acordo com Polícia Federal, as investigações tiveram início em março de 2021 e apontaram, por meio de imagens de satélite, que desde setembro de 2020, os investigados vinham extraindo ouro no vale do Rio Cangalha, sem autorização da Agência Nacional de Mineração (ANM) e sem o licenciamento ambiental, causando degradação ambiental na área.

No local foram fechados quatro garimpos clandestinos, apreendidos sete tratores (tipo escavadeira), dois caminhões, dois automóveis, armas e munições, bem como porções de ouro. Além disso, foram encontrados os trabalhadores em situação degradante, análoga à de escravidão.

Por Tina DeBord

Publicidade