Tucuruí: Marido confessa ter matado Vanessa por não aceitar separação

Ele chegou a procurar a polícia para denunciar o desaparecimento da jovem e a ajudar nas buscas. Ao ser preso, nesta quinta-feira (6), após o corpo ser encontrado, ele confessou tê-la agredido a mulher a pauladas e depois a estrangulado com a alça da sua bolsa
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Renan confessou ter matado Vanessa por não aceitar separação

Continua depois da publicidade

Uma equipe da 15ª Seccional de Polícia Civil de Tucuruí, no sudeste do Pará, prendeu, na noite desta quinta-feira (6), Renan Pontes Vilhena, que confessou ter matado sua esposa, Vanessa Cristina Pinto Pinheiro, que estava desaparecida e foi encontrada morta. Segundo a Polícia Civil, ele relatou que matou a jovem porque ela estaria querendo a separação.

Renan foi quem procurou a 15ª Seccional para denunciar que Vanessa tinha saído de casa na terça-feira (4), dizendo que ia ao hospital, mas não voltou para casa e não estava atendendo suas ligações. Ele chegou a ajudar nas buscas que foram realizadas para tentar localizar a jovem.

A equipe de buscas, que contou com o apoio da Superintendência da Região do Lago de Tucuruí, localizou, no início da tarde desta quinta-feira, o corpo de Vanessa, que estava em uma área de mata no Bairro Buriti. Segundo a Polícia Civil, como Renan se contradisse em algumas informações repassadas em seu depoimento, ele passou a ser considerado suspeito.

Assim que o corpo da jovem foi encontrado, uma equipe de policiais foi até a casa do marido, mas não foi encontrado. Dando continuidade às diligências, os policiais conseguiram localizá-lo na casa de parentes.

Na Seccional, após novo depoimento, Renan confessou ter matado a companheira e detalhou como cometeu o crime. Ele contou que a levou até a área de mata e, ao chegar lá, passou a agredi-la com pauladas. Quando Vanessa caiu no chão, ele a estrangulou com a alça da bolsa dela. Disse então ter avistado duas pessoas próximas ao local e que, sem ser visto, saiu correndo.

Renan foi preso na noite desta quinta-feira (6), após o corpo de Vanessa ser localizado (Foto: Reprodução/Blog do Zé Dudu)

Depois, Renan esperou passar 24 horas e procurou a polícia para fazer a denúncia do desaparecimento, na tentativa de se livrar de qualquer suspeita. No entanto, ele se contradisse em algumas informações e passou a ser considerado o principal suspeito. Renan Pontes Vilhena foi indiciado pelo crime de feminicídio e já está à disposição da Justiça.

Tina DeBord

Deixe seu comentário

Posts relacionados