Tucuruí: Equipe da Sectet se reúne com graduandos de História e Turismo do “Forma Pará”

O objetivo foi avaliar o programa no município. Os cursos superiores ofertados pelo "Forma Pará" atendem à vocação econômica de cada região paraense
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Equipe da Sectet em reunião com alunos do “Forma Pará”

Continua depois da publicidade

A equipe da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) se reuniu, na tarde desta terça-feira (26), com os alunos dos cursos de História e Geografia da chamada 2019 do “Forma Pará” em Tucuruí, no sudeste do Pará. O objetivo do encontro, realizado no campus local da Universidade Federal do Pará (UFPA), foi avaliar o desempenho do programa no município e também celebrar conquistas.

Participaram do encontro o titular e a adjunta da Sectet, Carlos Maneschy e Edilza Fontes; o prefeito do município, Alexandre Siqueira; a secretária municipal de Educação, Irene Rodrigues; o coordenador do campus da UFPA em Tucuruí, Wassim El Banna; o diretor do Núcleo de Desenvolvimento Amazônico de Engenharia da UFPA, Aarão de Lima Neto; e o diretor do Parque Tecnológico do Lago de Tucuruí (Tecnolago), André Mesquita.

A cerimônia também teve a presença de professores universitários, secretários municipais e vereadores locais. O aluno do curso de História, Michael Douglas, aproveitou o momento para relatar, em nome da turma, toda a gratidão pela existência do “Forma Pará”.

“A nossa turma é o retrato da nossa sociedade. Nela estão inseridas todas as realidades, principalmente pessoas de uma situação mais humilde, que não teriam condições de fazer uma graduação se não fosse a oportunidade dada pelo Forma Pará”, ressaltou o universitário, dizendo que cursar História em uma universidade pública federal é a realização de um sonho para alguém como ele, que sempre quis ser professor.

Emocionada, a adjunta da Sectet e gestora do “Forma Pará”, Edilza Fontes, enfatizou que realizar os sonhos de tantos jovens e adultos por meio do programa só é possível devido às parcerias firmadas entre governo do estado, prefeituras municipais e Instituições de Ensino Superior (IES). Ela explicou que o programa objetiva levar educação superior aos moradores dos municípios e distritos que não possuem campi de IES públicas ou que tenham, mas não haja a oferta para determinado curso que seja importante para a região.

Edilza observou que os cursos ofertados pelo programa atendem à vocação econômica de cada região. “Tucuruí tem uma história rica que precisa ser estudada e contada, assim como o turismo pode desenvolver o município e seu entorno”, destacou a gestora do “Forma Pará”.

O prefeito Alexandre Siqueira ratificou o compromisso da administração local em garantir a parceria com o programa e assumiu o compromisso de trabalhar pela expansão da educação e do conhecimento no município, gerando desenvolvimento econômico e melhoria na qualidade de vida das pessoas. “Tucuruí tem tudo para se consolidar como polo educacional e o vamos fazer que pudermos para acelerar esse processo. Seremos um polo gerador de renda e formação de grandes profissionais”, projeta o gestor.

De acordo com o titular da Sectet, essa mudança na qualidade vida das pessoas e o consequente desenvolvimento da região são fundamentais e enfatizou o aspecto democrático das universidades. “Este é um lugar para qualquer um que tem direito a vir e transformar sua vida pra melhor. A universidade deve ser um lugar de respeito e combate ao ódio, tão presente em algumas relações atuais. A história da universidade é essa. Receber pessoas de qualquer lugar, ter tolerância e respeito à diversidade. Não há lugar pra quem quer viver o preconceito, o ódio e a discriminação”, observou Maneschy.

Idealizador do “Forma Pará”, Carlos Maneschy destacou que, no último dia 8 de outubro, o programa passou de programa de governo a programa de Estado, com a publicação da Lei 9.324/21, o que garante sua continuidade ao longo do tempo. Até 2022, o “Forma Pará” irá ofertar mais de 5 mil vagas de cursos de nível superior em todo o estado, superando a meta inicial de 4 mil.

Ainda durante a estada em Tucuruí, Maneschy visitou a Casa de Passagem de Professores da UFPA. Ele viu que o imóvel precisa de melhorias e garantiu que a Sectet irá fazer a reforma, para abrigar também os professores do “Forma Pará” na região.

Tina DeBord – com informações da Sectet

Deixe seu comentário

Posts relacionados