Truculência acima da saúde do eleitor

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Recebi e-mail de uma leitora questionando a falta de uma máquina de hemodiálise em Parauapebas. Segundo ela, em se tratando de um município financeiramente como é o nosso, não haveria necessidade dos pacientes locais passarem pelo tremendo sacrifício que é o deslocamento até Marabá para submeterem-se ao tratamento.

Acredito que a leitora tem total razão, até porque se em 2007, o hoje todo poderoso secretário de finanças, Dr. Hernandes Margalho, não tivesse tido o olho grande e pensado apenas no lucro financeiro pessoal, quando deveria como funcionário público exercendo cargo de alta confiança pensar  no bem estar da população, Parauapebas teria uma excelente Clínica de Hemodiálise funcionando e o município não precisaria disponibilizar anualmente a bagatela de R$247.200,00 (duzentos e quarenta e sete mil e duzentos reais) alugando um microônibus para transportar pacientes que realizam hemodiálise no município de Marabá. Para quem não se lembra ou não sabe do que estou falando é só clicar aqui e ler os reais motivos da mencionada clínica não estar funcionando.

No final do texto escrito em 2008 o blogger pergunta : até quando o prefeito Darci Lermen tolerará os desmandos e estragos causados à população por Hernandes Margalho? O que estará por trás de tanta confiança? Tanta submissão?

Noto que essa pergunta é atualizadíssima! Margalho saiu da Procuradoria Geral do Município e assumiu a pasta da fazenda. Lá ele faz propostas indecorosas aos credores da PMP, divide saldo de dívidas em até 10 vezes e ainda acha que está fazendo um favor ao credor, favor de pagar pelo serviço contratado. O que para a maioria seria nada mais que obrigação, para Hernandes Margalho é favor.

Verdade é, que a população e os credores da PMP ( e não são poucos) não sabem quem realmente manda. Já ouvi comentário que Darci está atrelado à Margalho, coisa de gêmeos siameses. Se profissionalmente o prefeito acredita no trabalho dele, politicamente ele tem perdido antigos e verdadeiros aliados e tem a insatisfação da maioria de seus secretários e funcionários com HM. Como em política não existe canto onde se esconda para sempre e todos se encontram algum dia, Darci posteriormente precisará desses aliados. Hoje, ele parece preferir os conselhos e o apoio de Margalho. Se esse apoio vai trazer o retorno esperado nas urnas em 2012, só o tempo dirá, aguardemos.

[ad code=3 align=center]

Publicidade