Serra dos Carajás: um novo rei está sendo chocado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Um casal da espécie urubu-rei, ameaçada de extinção, está chocando um ovo na Floresta Nacional de Carajás, e a expectativa no Parque Zoobotânico da VALE é grande para que tudo corra bem com o novo rei, que tem chegada prevista para o mês de julho. Para tanto a área onde está o casal foi isolada para garantir a permanência e reprodução da espécie, rara em cativeiro.

urubu_reiO maior e mais colorido de todos os urubus, recebe este nome por vários motivos: pela exuberante coloração, presente principalmente na cabeça, e de seu forte bico que lhe proporciona ser o único urubu a conseguir a abrir as partes mais difíceis de seu alimento, como a carcaça de um animal grande, e sendo capaz de rasgar o couro de um boi ou de um cavalo. Como é um urubu sociável frequenta carniça com outros urubus e assim que ele "abre" uma carcaça é seguido por outras aves necrófagas, que se aproveitam da carcaça já aberta para se alimentarem, quando ele não encontra a carniça espera que outros urubus achem-na, para então ele se alimentar, essas espécies que o acompanham na alimentação ficam afastadas, devido ao seu tamanho, dando a ele o aspecto de ser o rei entre elas; essas espécies nunca disputam alimento com ele, esperam respeitosamente que ele se satisfaça para então comer o que sobra.

Tem até 3 vezes o tamanho das outras espécies, possui 85 cm de comprimento, pesando aproximadamente 3kg, podendo chegar a 5kg, mas é bastante pequeno quando comparado a outros rapinantes. Sua envergadura varia de 1,70 m a 2,00 m. De narinas vazadas, tem pernas cinza e garras longas e grossas, possui uma crista carnuda e laranja, pendente no macho. O urubu-rei é mudo, não possui siringe (laringe inferior das aves), sabe, porém bufar. A cabeça e o pescoço do urubu são implumes, isso quer dizer que não têm penas. Esta falta de penas é uma adaptação de higiene, a falta de penas previne bactérias da carniça, e expõe a pele aos efeitos esterilizantes do Sol. Raramente ele voa mais alto que 400 metros, mas pode enxergar uma presa de 30 centímetros no solo, mas prefere animais grandes.

[ad code=2 align=center]

5 comentários em “Serra dos Carajás: um novo rei está sendo chocado

  1. raquel Responder

    problema é seu se vc ñ gostou do site entao pq vc ta perdendo seu tempo falando de uma coisa tao bela como o urubu rei e outros animais.eu adorei vai proucurar outra coisa pra fazer.

  2. Antonio Simoes Responder

    Parabéns para a magnifica natureza e para as pessoas que a protegem, só assim, poderemos ver animais tão belo como este se reproduzindo em paz

  3. Veranilto Responder

    Parabéns!!!!!!!

    Esta é uma vitória da natureza, pois está se tirando o espaço dos animais, destruindo seu habitat natural.

    • Bruninhopeba@hotmail.com Responder

      eu já vi uns quatro no salobo sina q ja esta deu certo já estão se reproduzindo com sussess

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: