Segup e TJPA lançam campanha de combate à violência sexual infantil

O lançado será feito no final da manhã desta sexta-feira (3). A campanha tem como tema "#salveumacriança #salveumainfancia" e será divulgada em todo o estado
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Na manhã desta sexta-feira (03), a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e o Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), através da 1ª Vara de Crimes contra Crianças e Adolescentes, lançam a campanha “#salveumacriança #salveumainfancia”, cujo objetivo é o de combater a violência sexual infantil. As ações serão divulgadas por meio de cartazes, com informações sobre canais de denúncia, assim como fazer a sensibilização dos agentes de segurança pública em todo o estado.

A solenidade de lançamento ocorrerá às 11h, na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em Belém. Segundo a Segup, a campanha é um desdobramento da parceria entre as instituições com o projeto “Minha Escola, Meu Refúgio”, desenvolvido em escolas da capital situadas em territórios de outro projeto que a Segup integra, o programa “Territórios pela Paz” (TerPaz).

O material gráfico, produzido pelas duas instituições, indica, de forma lúdica e educativa, como deve ser feita a comunicação de um pedido de socorro por parte da criança ou adolescente, vítima de abuso. Com um emoji de rosto e um ‘x’ no lugar da boca, desenhados na palma da mão, a criança aciona, de forma discreta, qualquer adulto, responsável ou, ainda, um agente de segurança pública capacitado.

A campanha visa distribuir e fixar nas unidades dos órgãos de segurança pública em todo o estado esse material. De acordo com a Segup, a distribuição da primeira tiragem com cartazes iniciará pela região ocidental do Arquipélago do Marajó.

Além disso, dentro da campanha, a secretaria vai coordenar a capacitação de sensibilização sobre o atendimento às ocorrências de grupos vulneráveis. A primeira será voltada para os atendentes dos canais de denúncia do Centro Integrado de Operações (Ciop) e Disque-Denúncia. A segunda terá como foco os profissionais de segurança pública que atuam nos territórios do TerPaz, que este ano irão se estender para as cidades de Marabá, Parauapebas e Canaã dos Carajás.

Tina DeBord-com informações da Segup

Foto: Divulgação