Sedop e BNDES discutem projetos para municípios na área de influência da Ferrovia Carajás

Ao todo, 14 municípios da região sudeste serão beneficiados. Os investimentos em obras e aquisição de equipamentos são garantidos pelo Fundo de Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Os municípios localizados na área de influência da Ferrovia Carajás, no sudeste do Pará, serão beneficiados com obras e aquisição de equipamentos, como compensação pelos impactos causados pela obra. Para avançar nesse processo, representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) se reuniram com representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para discutir novas diretrizes para a aprovação de projetos por meio do Fundo de Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização (FRD).

Ao todo, 14 municípios localizados na área de influência da ferrovia serão beneficiados. A área de abrangência do FRD inclui os municípios de Abel Figueiredo, Água Azul do Norte, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás, Itupiranga, Marabá, Nova Ipixuna, Parauapebas, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia e São João do Araguaia. As propostas apresentadas pelo Banco têm o objetivo de agilizar a aprovação de projetos.

De acordo com o titular da Sedop, engenheiro civil Ruy Cabral, a reunião com a equipe do BNDES, realizada de forma virtual, nesta terça-feira (14), foi positiva. “O encontro serviu para alinharmos e tomarmos conhecimento das novas diretrizes que serão adotadas pelo banco para a avaliação dos projetos que forem disponibilizados para análise, para que retornem em forma de recursos. Assim que a gestão atual assumiu a administração do BNDS, os projetos foram suspensos para nova avaliação e atualização do programa. Agora recebemos a grata informação de que a nova metodologia visa maior eficiência e agilidade. Nós pleiteamos aos técnicos para que houvesse consideração com o que realmente a comunidade anseia, para que possamos atender às necessidades dos cidadãos”, destacou o secretário.

Projetos – Rui Cabral observa que o estado, por meio da Sedop, já concluiu três projetos para serem viabilizados com recursos do FRD, que são: a aquisição de ônibus escolares para o município de Abel Figueiredo; de caminhões coletores de lixo para Marabá; e obras de drenagem superficial e pavimentação no município de Rondon do Pará.

Outros cinco projetos, já aprovados, seguem em execução e vão garantir nova pavimentação nos municípios de Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Curionópolis e São Domingos do Araguaia, além de serviços de drenagem profunda em Rondon do Pará. Segundo o secretário, a  Sedop agora vai atualizar outros projetos para adequação às novas normas do BNDES.

“No decorrer deste mês, o BNDS nos enviará o checklist para adequação dos projetos, para darmos continuidade aos serviços”, adiantou Ruy Cabral.

Tina DeBord- com informações da Sedop