Notícias

Saiba quais são, onde estão e qual a periculosidade das barragens de mineração do Pará

Das 46 barragens da Vale no Pará, seis são classificadas com “alto” dano potencial associado, que pode ocorrer devido a rompimento, vazamento, infiltração no solo ou mau funcionamento; veja onde elas estão.

O Blog do Zé Dudu apresenta agora a lista com o nome de todas as 109 barragens de mineração cadastradas junto à Agência Nacional de Mineração (ANM) e que constam do relatório produzido pela Agência Nacional de Águas (ANA), inclusive divulgado com exclusividade aqui.

A imprensa paraense tem reportado que o Pará possui 66 barragens de rejeitos de mineração, a partir de informações repassadas pela ANM, mas cabe esclarecer que essas 66 são apenas as que apresentam grau de risco (baixo, médio ou alto) consolidado. As demais barragens, no total de 43, também existem e todas as 109 estão classificadas conforme ao dano potencial associado. Isto significa dizer que, mesmo que uma barragem não apresente grau de risco indicado, ela pode ter potencial de causar dano.

A mineradora multinacional Vale tem 46 barragens de mineração nos municípios onde atua, sendo 19 em Canaã dos Carajás, 14 em Parauapebas, seis em Marabá, quatro em São Félix do Xingu e três em Ourilândia do Norte. Seis delas, inclusive, receberam classificação “alto” para dano potencial associado pela ANA, sendo uma de Canaã (Sossego), uma de Marabá (Finos 2 de Salobo) e quatro de Parauapebas (Geladinho, Gelado, Pera Jusante e Pondes do Igarapé Bahia).

Também há barragens de outras empresas mineradoras nos municípios de Marabá e Curionópolis.